Publicado 21/06/2020 - 06h00 - Atualizado 19/06/2020 - 15h56

Por Do Correio

População de Campinas comemora título do Brasil

Reprodução

População de Campinas comemora título do Brasil

COPA DO MUNDO: SELEÇÃO BRASILEIRA É TRI-CAMPEÃ
Escreveu o Brasil, no estádio "Asteca", a sua mais esplendorosa página de detalhes em nossa edição extra, a glória ao vencer a Itália por 4 x 1, sagrando-se tri-campeão mundial e ficando de posse definitiva do troféu "Jules Rimet" que durante 40 anos andou de mãos em mãos. Logo no início, aos dois minutos de jogo, Riva recebe de Di Sisti e chuta, mas Felix defende muito bem. A resposta veio logo: Rivelino cobra falta em Pelé, mas Albertosi segura. Rivelino, antes da bola cair, levanta para Pelé, que sobe 'mais que o zagueiro' e coloca no canto esquerdo. Clodoaldo perdeu a bola para Bonisegna que desce com Riva. Felix precipita-se e sai do gol. Houve uma trombada e com o gol desguarnecido a bola fica com Bonisegna que marca o gol italiano fazendo 1 x 1. No segundo tempo, o Brasil mostrou que era superior à Itália, atacando nos primeiros seis minutos. Depois do terceiro gol, a partida definiu-se. O Brasil acomodou-se um pouco, mas continuou buscando mais gols. Aos 41min, 4x1, para o Brasil. 
 
AGORA NOSSA BELEZA MELHOR VAI A LONDRES
Sônia Yara ficou em segundo, e vai levar a nossa melhor beleza para mostrar aos ingleses de Londres, no último trimestre de 1970. Ela estará concorrendo ao titulo de "Miss Mundo", com seu 1,71 de altura 57 quilos de peso, 94 de busto e quadris, 64 de cintura, 56 de côxa e 22 de tornozelo. Como desde o início do certame, na fase ainda campineira, Sônia não ficou nervosa nunca, parecendo sempre muito segura nas diversas aparições pela passarela e ganhando finalmente a grande preferência do público, na prova de desembaraço, quando afirmou que um de seus maiores prêmios já estava obtido: conhecer a Guanabara.
 
CONFERÊNCIA DA OEA DISCUTE SOBRE SEQÜESTROS
Os chanceleres de 17 países americanos já anunciaram sua participação na Assembléia extraordinária da Organização dos Estados Americanos (OEA), que começará no dia 25 de junho na sede da OEA em Washington, segundo informaram ontem fontes oficiais. Os governos que não responderam ainda são os da Argentina, Chile, Colômbia e Venezuela.

Escrito por:

Do Correio