Publicado 24/05/2020 - 09h03 - Atualizado 23/05/2020 - 17h28

Por Daniela Nucci

Dormir virado do lado esquerdo do corpo traz benefícios

Divulgação

Dormir virado do lado esquerdo do corpo traz benefícios

De barriga pra cima, de bruços ou de lado. Na hora de deitar para dormir, cada pessoa tem sua posição predileta. Mas será que existe uma forma correta para melhorar a qualidade do sono? A resposta é sim. Segundo a médica otorrinolaringologista Cecília Guimarães, responsável pelo setor de Medicina do Sono da Clínica Respirare, estudos e observações clínicas mostram que o decúbito lateral, ou seja, dormir de lado é a melhor posição em vários aspectos. Mas, se for o esquerdo o mais usado, melhor ainda, pois essa posição traz inúmeros benefícios para a saúde como na digestão, no sistema linfático e no cardiovascular.
“Anatomicamente, o estômago situa-se do lado esquerdo, na cavidade abdominal. Por efeitos da gravidade, há uma melhor digestão e mais rápido esvaziamento gástrico se dormirmos deitados do lado esquerdo. Isto reduz os sintomas de refluxo gastroesofágico que muitas vezes é também causa de despertares durante a noite, evitando a fragmentação do sono e suas consequências como sonolência excessiva diurna, cansaço, distúrbios de memória e atenção e baixo rendimento nas atividades rotineiras”, explica a profissional.
Sistema linfático
Com relação ao sistema linfático, essa posição também é favorável. “O lado esquerdo é o lado dominante do sistema linfático. Portanto, dormir deste lado, contribui para uma drenagem linfática mais eficaz. Esta posição de dormir facilita a eliminação do excesso de substâncias nocivas a nossa saúde. Isto ajuda a manter um bom funcionamento do sistema imunológico, do sistema nervoso central, entre outros benefícios. Filtrar os resíduos e fluidos através dos gânglios linfáticos é de extrema importância, pois os mesmos serão transportados para a circulação sanguínea filtrados e eliminados do nosso organismo, através dos rins”, comenta Cecília. A circulação sanguínea também pode ser beneficiada pela escolha do lado esquerdo para dormir.
“Considerando que 80% do coração encontra-se do lado esquerdo do tórax e que a artéria aorta sai do coração tomando uma forma arqueada para o lado esquerdo em direção ao abdômen, se dormirmos deste lado o trabalho cardíaco para bombear o sangue se fará de forma mais simples e eficaz, com menor desgaste deste órgão, garantindo uma boa irrigação sanguínea de todo o corpo”, completa a médica. No caso das gestantes, além dos benefícios citados acima, dormir sobre o lado esquerdo é recomendado com mais ênfase diante do aumento do volume do útero. “Assim proporciona a elas maior conforto e melhor fisiologia do corpo, principalmente no que se refere à circulação sanguínea dela e do feto”, completa.
Respiração
No tocante à respiração, o lado escolhido não importa, pois ambos trazem benefícios. “Esta posição faz com que as vias aéreas superiores mantenham uma melhor permeabilidade ao fluxo de ar na inspiração e expiração, evitando ou reduzindo a frequência de roncos e apneia do sono”, diz Cecília.
“Se dormimos de barriga para cima, com o relaxamento da musculatura durante o sono há uma queda da base da língua em direção à faringe reduzindo o espaço aéreo, o que gera roncos e apneia do sono”, explica Cecília. A especialista destaca ainda que a boa postura durante o sono alivia a sobrecarga sobre a coluna. “O ideal é dormir, seja qual for o lado, com um travesseiro para apoiar a cabeça com uma altura que permita o alinhamento desta com o restante da coluna, além de outro entre os joelhos levemente flexionados”, completa a médica.
Vale lembrar que outros fatores também contribuem para o fato. “Sabemos que uma noite com sono de qualidade e tempo adequado é de extrema importância para a manutenção de uma boa saúde já que nosso corpo também exerce importantes atividades fisiológicas enquanto dormimos. Uma alimentação leve e balanceada, boa hidratação, ambiente de dormir adequado, que seja silencioso, sem luminosidade, colchão e travesseiro adequados, uma boa temperatura ambiente, evitando a exposição a equipamentos eletrônicos de tela e celulares próximo da hora de dormir ajudam, e muito, na qualidade do sono”, completa a médica.
Adepta de uma boa alimentação e qualidade de vida, a educadora física Fernanda Xavier Font Júlia, de 35 anos, começou a dormir do lado esquerdo durante a gestação da filha. “Descobri que ficar nesta posição melhorava o fluxo sanguíneo e a fluidez do líquido corporal. Ajudava a drenar melhor e não comprimia nenhuma veia importante. O que ajudava na questão da digestão a manter o equilíbrio dos órgãos. Nunca troquei a noite pelo dia como a maioria das grávidas faz porque conseguia dormir melhor. Como tem mais fluidez de todos os resíduos corporais, meu metabolismo funcionava melhor, tanto para drenar os líquidos como no processo de digestão. Tinha uma noite de sono melhor. Hoje continuo dormindo assim e a melhora continua. O meu período de sono é maior e aproveito bem o dia com mais disposição”, diz Fernanda.

Escrito por:

Daniela Nucci