Publicado 30/05/2020 - 13h23 - Atualizado 30/05/2020 - 13h23

Por Gustavo Magnusson

O lateral Ernandes conquistou dois acessos à Série A, em 2017 e 2018

Divulgação

O lateral Ernandes conquistou dois acessos à Série A, em 2017 e 2018

Seguindo a tradição do que foi feito com o meia Camilo e o zagueiro Luizão, a Ponte Preta apresentou de forma virtual o seu terceiro reforço para a sequência da temporada. Trata-se do lateral-esquerdo Ernandes, ex- Mirassol, que foi titular em seis partidas do Campeonato Paulista. Registrado no BID desde o início do mês, o defensor assinou contrato com a Macaca até abril de 2021.
“Ser lateral envolve muita responsabilidade, sabendo que se errar uma bola, vai ouvir protesto porque está mais perto do torcedor. Quem joga ali tem que ser mais concentrado e ter um psicológico muito bom. Vou buscar dar o meu melhor para fazer a diferença", disse Ernandes, que disputará posição com os laterais-esquerdos Guilherme Lazaroni e Yuri, apesar da versatilidade de já ter atuado como volante na carreira.
Com 34 anos, Ernandes se torna o segundo jogador mais experiente do elenco da Ponte Preta, atrás apenas de Roger, que tem 35. "Tenho certeza que a minha chegada, assim como as vindas do Camilo e do Luizão, são um acréscimo muito grande. Essas experiências, agregando com a juventude do elenco, com atletas de bastante qualidade e potencial, vão servir para aumentar a competitividade e dividir o nível de responsabilidade entre os atletas", afirmou o atleta.
Ernandes traz na bagagem dois acessos consecutivos à Série A, conquistados em 2017 e 2018. O primeiro deles, com a camisa do América-MG, veio acompanhado do título da Série B, enquanto o segundo, defendendo o Goiás, foi cercado de controvérsia. Isso porque Ernandes atuou na competição com idade adulterada, o que levou a Ponte Preta, então quinta colocada, a entrar com recurso no STJD pleiteando a vaga na elite.
O clube goiano não foi punido com perda de pontos, mas o jogador recebeu gancho de 180 dias. "Essa situação me incomodou muito, mas foi resolvida sem prejudicar ninguém. A Ponte Preta buscou o que era melhor para ela, então não tenho nenhum ressentimento, isso é passado. Estou sendo contratado pelo meu esforço, meu trabalho e minha carreira. Darei tudo pela Ponte”, garantiu Ernandes, que também acumula passagens por Ceará, Chapecoense e Atlético-GO.

Escrito por:

Gustavo Magnusson