Publicado 16/05/2020 - 10h44 - Atualizado // - h

Por Alenita Ramirez

Motorista, que estaria embrigado, tem dia de fúria nas ruas da cidade

Divulgação

Motorista, que estaria embrigado, tem dia de fúria nas ruas da cidade

Uma briga por causa da falta de uso da máscara de proteção facial teve um desfecho trágico na última quinta-feira, na Vila Padre Anchieta, em Campinas. Um homem de cerca de 35 anos sem o equipamento surtou depois de ser impedido de entrar em um estabelecimento dentro de um shopping do bairro e ao deixar o local, bateu no corro de um policial militar de folga que trafegava na via. Em seguida fugiu, mas se perdeu ao passar sobre uma lombada e bateu contra uma caminhonete estacionada na rua. O dono do veículo, um serralheiro de cerca de 60 anos, ajeitava uma carga no carro e foi arremessado contra o muro de uma casa. Com a batida, a vítima foi prensada em um muro pelo próprio carro. O motorista e o serralheiro foram socorridos em estado grave e levados aos hospitais PUC-Campinas e de Clínicas (HC), da Unicamp, respectivamente.
O caso aconteceu por volta das 14h. O homem é morador da região dos DICs e teria ido visitar a sogra na Vila Padre Anchieta, em um Prisma. Depois ele foi ao centro comercial, onde já estaria supostamente embriagado. Conforme testemunhas, o homem queria comprar cerveja e um cliente que estava no local, ao vê-lo sem máscara de proteção, pediu para que se retirasse momento que houve bate boca com empurrões.
Parte da briga foi registrada por câmaras de segurança de um estabelecimento em frente ao shopping. Pelas imagens é possível ver o suposto cliente empurrando o homem que irritado tentou revidar os empurrões. Porém, ele segue até o carro, que está com o porta-malas aberto, fecha, entra no carro e faz uma manobra na via, sem observar que um veículo da marca Renault, dirigido por um policial transitava no local. O carro do homem se chocou contra o do policial e ambos pararam para conversar. Como havia movimento na via, supostamente o policial pediu para que o homem adiante, mas ele decidiu fugir e o policial foi atrás.
Testemunhas que estavam na Rua São Matias, cerca de 300 metros do local, relatavam que o homem estava em alta velocidade e ao passar sobre uma lombada, ele perdeu a direção e o carro rodopiou , atingindo a caminhonete do serralheiro. “Ele ajeitava a carga que havia pendido para um lado. Como a ferragem era longa, ele arrumava na parte da frente do veículo. O Prisma bateu na traseira da caminhonete que foi arremessada para a frente e prensou o serralheiro no muro. Foi uma cena horrível, muito triste”, contou um mecânico.
O Resgate do Corpo de Bombeiros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o helicóptero Águia da Polícia Militar (PM) foram acionados para socorrerem o serralheiro e o homem. O policial não se machucou. Segundo testemunhas, o serralheiro é morador Sumaré, e havia “cortado” pela Vila Padre Anchieta para fazer uma entrega na região. Ele ficou gravemente ferido e foi levado para o HC, pelo Águia.
Já o homem foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital PUC-Campinas. O carro dele ficou destruído.

Escrito por:

Alenita Ramirez