Publicado 23/05/2020 - 14h33 - Atualizado 23/05/2020 - 14h33

Por AFP


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, pretende reduzir o papel da gigante chinesa de telecomunicações Huawei na rede 5G do Reino Unido, segundo dois jornais britânicos.

De acordo com The Guardian e The Daily Telegraph, o chefe de governo conservador pediu para sua administração que preparasse um projeto para "zerar" a participação da Huawei "até 2023" nas infraestruturas 5G do Reino Unido.

Procurado pela AFP, Downing Street se recusou a comentar.

No final de janeiro, o governo britânico deu luz verde à participação da Huawei, prevendo uma participação limitada nas infraestruturas não estratégicas, bem com uma participação de mercado limitada a 35%.

Os dois jornais enfatizam que Boris Johnson enfrenta preocupações crescentes com esse assunto por parte de suas próprias fileiras conservadoras, em um clima de desconfiança em relação à China, acusada de falta de transparência na gestão da crise do coronavírus.

A decisão de Londres, no início do ano, gerou "decepção" em Washington, que denuncia o risco do gigante chinês à segurança.

Os Estados Unidos suspeitam que a Huawei espione em favir de Pequim, o que o grupo nega, e está fazendo o possível, juntamente com seus aliados, para bloqueá-la no mercado 5G.

spe/lpt/mab/mis/mr

Escrito por:

AFP