Publicado 01/04/2020 - 08h06 - Atualizado 01/04/2020 - 08h06

Por Gilson Rei

A expectativa da Prefeitura de Campinas é vacinar perto de 185 mil pessoas na primeira etapa da campanha

Leandro Ferreira/AAN

A expectativa da Prefeitura de Campinas é vacinar perto de 185 mil pessoas na primeira etapa da campanha

Campinas suspendeu a imunização contra a gripe Influenza 2020 — que combate a Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B —, considerada pelos especialistas como aliada no diagnóstico de casos do coronavírus. Ontem, a procura foi intensa e quase todas as vacinas do estoque se esgotaram. Não há previsão ainda de quando haverá o retorno da vacinação. A Secretaria de Saúde aguarda a entrega de nova remessa de doses a ser feita pelo Governo de São Paulo.
As doses remanescentes de alguns pontos de vacinação serão utilizadas hoje na aplicação da vacina em idosos acamados que estão no cadastro de atendimento domiciliar da Secretaria de Saúde e em idosos de Instituições de longa permanência.
Ana Cecília Bueno Zuiani, coordenadora do Programa Municipal de Imunização, explicou que é fundamental manter o isolamento e que as pessoas devem ficar em suas casas para evitar o contágio. “Por isso, decidimos pela suspensão da vacinação até a chegada das novas doses. Assim, as pessoas poderão sair apenas quando todos os pontos estiverem com estoque para atender a população”, comentou.
Em Campinas já foram utilizadas 150 mil vacinas nos 65 pontos da cidade entre os dias 23 e 31 de março. A expectativa da Prefeitura é de vacinar 185 mil pessoas nesta primeira etapa, que termina no dia 15 de abril e é destinada às pessoas com mais de 60 anos e profissionais da área da Saúde, incluindo os cuidadores de idosos. A campanha teve início dia 23, mas o lote de 53,1 mil doses acabou rapidamente e não houve vacinação na terça-feira. Mais 59,1 mil doses chegaram na quarta-feira pela manhã e o estoque acabou na quinta-feira. A Prefeitura suspendeu a vacinação e retornou apenas na segunda-feira passada com 37,8 mil doses recebidas na sexta-feira pela manhã. Quase todas as doses foram utilizadas até ontem. Segundo a Prefeitura, a procura é intensa e supera quase dez vezes a média das campanhas de anos anteriores, que apresentou uma média de 5 mil pessoas vacinadas por dia.
Para reforçar a ação, o prefeito Jonas Donizette (PSB) informou que pretende ampliar a vacinação em estacionamentos dos shoppings de Campinas com aplicação das doses dentro dos veículos, pelo sistema de Drive-Thru.
A segunda etapa — a partir de 16 abril — atenderá aos grupos prioritários de professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e profissionais da força de segurança e salvamento. A partir do dia 9 de maio começa a terceira etapa, quando serão vacinados todos os grupos prioritários da campanha: crianças de 6 meses a 6 anos, gestantes, puérperas, idosos, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.
Confirma os locais de vacinação: http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/unidades.htm.

Escrito por:

Gilson Rei