Publicado 06/04/2020 - 18h36 - Atualizado 06/04/2020 - 18h36

Por AFP


Os países do Fórum para o Progresso da América do Sul (Prosul) concordaram na segunda-feira em facilitar o repatriamento e realizar uma busca conjunta de financiamento para enfrentar a expansão do coronavírus, informou um comunicado do bloco emitido no Chile.

Durante uma videoconferência, os líderes dos países do Prosul se reuniram, liderados pelo presidente chileno Sebastián Piñera - que preside pro tempore o grupo desde março de 2019 - para avaliar as ações realizadas e coordenar novos esforços regionais contra o coronavírus que na América Latina já causou 1.188 mortes e 33.819 infectados.

Na reunião desta conferência "foi acordado aprofundar a coordenação dos diferentes países para ter uma colaboração eficaz, trabalhar no repatriamento de nacionais, a exploração conjunta de fontes de financiamento e a compra de equipamentos e suprimentos para enfrentar a pandemia", afirmou a declaração.

Em 16 de março, os líderes do Prosul realizaram uma primeira videoconferência na qual decidiram proteger suas fronteiras em conjunto, compartilhar as informações que tinham com base na experiência de cada país com o coronavírus e aumentar a capacidade de diagnóstico.

O Prosul é formado por Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru. Bolívia e Uruguai também participam dessas reuniões.

O bloco foi criado em março do ano passado no Chile para substituir a quase desaparecida Unasul. Exclui a Venezuela por decisão dos governos conservadores de seus países membros.

msa/mps/cc

Escrito por:

AFP