Publicado 27/03/2020 - 19h53 - Atualizado 27/03/2020 - 19h56

Por Gilson Rei/AAN


CEDOC/RAC

 
O médico João Plutarco Rodrigues de Lima teve morte natural nesta sexta-feira, em Campinas, aos 88 anos. Plutarco foi secretário de Saúde de Campinas no período de 1977 a 1982, no governo dos prefeitos Francisco Amaral e José Roberto Magalhães Teixeira. Foi presidente da Maternidade de Campinas e sócio do Laboratório de Análises Clínicas Franco do Amaral. Presidiu também o Centro de Ciências, Letras e Artes.
Era titular da Academia Campinense de Letras, utilizando a cadeira 29. Escritor muito atuante e competente, incluindo o livro que teve como tema principal as eleições. Cearense formado em Refice, veio a Campinas com um grupo de ilustres de pernambucanos como Sílvio Romero e Enildo Pessoa.
O escritor e historiador Jorge Alves de Lima, presidente da Academia Campinense de Letras, em nome dos acadêmicos da cidade, afirmou em nota: “Comunico os sentimentos sinceros pela incomensurável perda do acadêmico João Plutarco Rodrigues Lima, homem de mente privilegiada e que nos deixou um exemplo extraordinário de quem, com afinco cumpriu seus objetivos. Só a passagem do tempo permitirá que o sentimento de ausência seja substituído por uma saudade de todos os bons momentos que passaram juntos”, finalizou.
O prefeito Jonas Donizette (PSB) lamentou também a morte do médico. “Eu o conhecia pessoalmente e foi importante na área da saúde e da política da cidade”, afirmou.
Plutarco deixou a esposa Rylde e as filhas, Márcia e Ryldes. Seu sepultamento será neste sábado, às 9 horas, no Cemitério Flamboyant.

Escrito por:

Gilson Rei/AAN