Publicado 24/03/2020 - 20h13 - Atualizado 24/03/2020 - 20h19

Por Da TV Press

Thalita Rebouças é uma das integrantes do The Voice Kids

Divulgação

Thalita Rebouças é uma das integrantes do The Voice Kids

Thalita Rebouças encara sua participação no The Voice Kids como uma fonte de inspiração. Com duas décadas de carreira como escritora, Rebouças é um sucesso quando o assunto é o público infantojuvenil, para o qual já escreveu mais de 20 livros e teve textos adaptados para o cinema. Ser repórter da produção a faz ter uma dimensão de sua obra de forma instantânea.
“Muitos dos competidores são meus leitores. De certa forma, acabo me sentindo da família. Como se fosse uma irmã mais velha e conselheira que sabe a hora de brincar e de falar mais sério. A parceria é enorme e sou muito grata ao programa por isso”, entrega. Ter esse encontro anual tão próximo com os jovens candidatos da disputa musical, além de dar visibilidade para seu trabalho como escritora, ainda fornece inúmeras ideias e possibilidades para futuras obras, não apenas para personagens e enredos, mas também para aproveitar o talento das crianças e jovens em seus projetos audiovisuais.
“A gente acaba criando um vínculo e ficando em contato. Eles precisam de oportunidade e fico muito feliz em vê-lo crescendo como profissionais. Com esse lance dos filmes, preciso de adolescente e pré-adolescente o tempo inteiro. Se eu puder escalar para um filme meu uma criança daqui, que eu conheço os pais, sei que tem talento, é perfeito! E ainda coloco para cantar no filme”, garante.
Em sua quarta temporada como repórter da produção, Thalita já se sente íntima do formato e à vontade para revelar que sua fase predileta é a “Audição às Cegas”, onde os candidatos mostram apenas suas vozes para os técnicos. “As gravações são cansativas, mas está todo mundo com a emoção à flor da pele. Choro tanto que eles ficam me zoando quando preciso retocar a maquiagem para gravar”, conta, entre risos. Despachada e divertida, Thalita não tem fórmulas para abordar os participantes nos bastidores do The Voice Kids. Seu único cuidado é não subestimar as crianças. Para isso, evita qualquer tom de voz mais infantilizado ou artifício que a faça parecer “tatibitati”.
“Nunca trato criança ou adolescente de forma diferente, trato de igual para igual.O programa tem todo o cuidado para não traumatizar ninguém e acho que, evidenciando o talento e explicando o que deu certo ou não naquele momento, é sempre um bom caminho a seguir”, explica.
A entrada de Thalita para o elenco do The Voice Kids na temporada de 2016 é um bom exemplo tanto de sua persistência quanto de sua “cara de pau”. É claro que sua crescente fama como escritora ajudou, mas, destemida, ligou para Boninho, Diretor de Realities da Globo, com quem trabalhou entre 2009 e 2011 no extinto Vídeo Show, e se ofereceu para o posto de repórter.
“Eu aceitaria o que viesse. Falei com ele que eu achava esse programa a minha cara. Para o meu espanto. Ele concordou e estou no cargo até hoje”, ressalta. A preparação para a temporada começa sempre no mês novembro, com reuniões com todo o elenco, formado pelo apresentador André Marques e os técnicos Carlinhos Brown, Claudia Leitte e a dupla Simone & Simaria. Após gravar chamadas e as audições ao longo de dezembro e janeiro, começa a fase ao vivo do programa.
Um compromisso que paralisa um pouco as outras vertentes profissionais de Thalita. “O trabalho vai aumentando gradativamente. Mas todo o esforço é válido. Ao fim de cada temporada, me divido entre o alívio de ter tempo para fazer outras coisas e a saudade de tudo o que foi vivido”, avalia.
Carioca formada em Jornalismo, a tevê era um sonho distante na vida da aspirante a escritora. Com passagens pelas redações dos jornais Gazeta Mercantil e Lance!, o jeito seguro e extrovertido de Thalita acabou indo parar no Vídeo Show, onde produzia matérias voltadas para o mundo “teen”. “Estava no meu universo e tudo acabou dando certo, mas o programa foi naturalmente reformulado e saí”, relembra.
Com participações no quadro “Soletrando”, do Caldeirão do Huck, e na série TOC's de Dalila, do GNT, aos 45 anos, Rebouças vê no The Voice Kids seu trabalho mais importante no vídeo até agora. Mesmo sem fazer grandes planos, ela entrega que adoraria apresentar um programa solo na tevê fechada ou até mesmo em emissora aberta. “Topo com certeza. É só me convidar. Acredito que o jovem é um público ainda muito carente de conteúdo na televisão”, avisa.
Serviço
O que: The Voice Kids – Globo
Quando: aos domingos
Horário: às 12h45

Escrito por:

Da TV Press