Publicado 22/03/2020 - 16h00 - Atualizado 22/03/2020 - 16h00

Por Carlos Rodrigues

O meia Lucas Crispim tem utilizado as instalações do Instituto Mood, em Campinas, para realizar exercícios físicos e manter a forma: alternativa

Divulgação/Guarani FC

O meia Lucas Crispim tem utilizado as instalações do Instituto Mood, em Campinas, para realizar exercícios físicos e manter a forma: alternativa

A paralisação do Campeonato Paulista por causa da pandemia do novo coronavírus forçou os clubes a suspenderem suas atividades e alterou completamente a rotina dos atletas em meio a temporada. Com a impossibilidade dos treinamentos em grupo e ainda sem uma perspectiva de quando e se o Estadual será retomado, os jogadores do Guarani buscam alternativas para se manter em forma até que a situação seja normalizada. Todos eles receberam orientações do departamento médico bugrino e também dicas da preparação física do que fazer durante essa pausa.
Pelas redes sociais, alguns deles mostraram que estão em atividade. O goleiro Jefferson e o meia Lucas Crispim, por exemplo, têm utilizado as instalações do Instituto Mood, em Campinas, para realizarem exercícios. Já o lateral-direito Cristovam e o atacante Alemão se desafiaram no futevôlei durante a última semana.
Enquanto isso, os cuidados com a saúde são prioridade. “É claro que numa situação normal não gostaríamos de parar, mas estamos vivendo um momento delicado e que envolve a saúde das pessoas. Na minha opinião foi uma medida correta e agora temos que aguardar para ver o que vai acontecer”, disse o atacante Rafael Costa.
“A gente viveu nesses últimos dias vários sentimentos diferentes, da comemoração à preocupação. Mas agora é o certo a se fazer. Nessa hora não existe nada mais importante que a nossa saúde. Não importa os jogos e o futebol, depois a gente resolve isso. O momento é de cada um cuidar de si e das pessoas próximas. Vamos torcer para que isso passe o quanto antes e a gente possa seguir a vida normalmente”, acrescentou o zagueiro Romércio.
A princípio, o elenco bugrino voltaria aos treinamentos na próxima terça-feira, segundo o cronograma da comissão técnica, mas é bastante provável que esse prazo seja adiado por conta da doença. No Brinco de Ouro, as atividades estão suspensas até o dia 6 de abril, entre elas as que envolvem o clube social e também a área administrativa.

Escrito por:

Carlos Rodrigues