Publicado 31/03/2020 - 13h40 - Atualizado 31/03/2020 - 13h40

Por Alenita Ramirez

Empresário é assassinado com 6 tiros

Divulgação

Empresário é assassinado com 6 tiros

Um empresário de 46 anos foi assassinado com ao menos seis tiros, no começo da noite desta segunda-feira (30), em Vinhedo. João Nunes de Araújo trabalha no ramo de gesso e teria ido a uma chácara fazer um orçamento. O crime foi registrado como latrocínio, roubo seguido de morte, mas a polícia apura outras linhas de investigação. Apenas o celular da vítima foi levado.
O ataque aconteceu por volta das 18h15, na Rua Frederico Amistalden, no bairro São Bento, no limite com Valinhos. Araújo era muito conhecido na cidade e era chamado por João do Gesso. Segundo a polícia, a vítima foi acionada por um suposto cliente para fazer um orçamento em um imóvel localizado em uma chácara.
O empresário estava em um Fiat Strada quando foi atacado por dois homens em uma moto Titan, com placas do Guarujá. A vítima foi encontrada por uma equipe da Polícia Militar (PM) que foi acionada por pessoas que escutaram disparos de arma de fogo.
Vizinhos relataram para a polícia que avistaram um motociclista sair em alta velocidade. Quando a PM chegou no local, a vítima chegou a dizer que tinham levado seu celular e eram duas pessoas. Araújo foi socorrido e levado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a Santa Casa de Vinhedo, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.
Os policiais conseguiram imagens de segurança de imóveis nas proximidades que mostram dois homens em uma moto, que foi localizada a cerca de 300 metros do local do crime, com os capacetes.
A vítima foi atingida no pescoço, tórax e ombro. Na manhã desta terça-feira, policiais civis realizavam buscas para descobrir a motivação do crime e também pistas dos criminosos. Os policiais acreditam que o crime foi premeditado. Se confirmado, será o primeiro caso de latrocínio na cidade nos últimos quatro anos. Em 2016, foi registrado apenas um caso.

Escrito por:

Alenita Ramirez