Publicado 31/03/2020 - 11h28 - Atualizado 02/04/2020 - 10h34

Por Henrique Hein

Provedor da Santa Casa lança campanha de doação

Divulgação

Provedor da Santa Casa lança campanha de doação

O aumento do número de casos do novo coronavírus (Covid-19) em Campinas preocupa especialistas da área médica, que preveem um cenário ainda pior. Por causa disso, o médico e provedor da Santa Casa de Campinas, Murilo Almeida, decidiu lançar uma campanha pelas redes sociais para angariar recursos e montar uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de 15 leitos com o objetivo de atender casos da doença no município.
Ele já tem 12 respiradores que conseguiu liberar na Justiça — eram de uma empresa em falência. Esses equipamentos estão na Santa Casa, mas ele precisa agora de dinheiro para poder fazer a montagem da UTI. Almeida explica que o valor não é tão alto e que se conseguir obter o dinheiro deixará a unidade pronta em questão de dias. "Eu peço ajuda para salvar vidas. Se a gente conseguir os recursos necessários, em uma semana eu deixo pronta a UTI. Nós já temos os respiradores e os equipamentos necessários. É só usar o recurso para montar", explica.
O médico destaca ainda que a Santa Casa está preparada atualmente para receber os pacientes com Covid-19, mas que a ideia é ampliar a quantidade de leitos. "A situação no Brasil vai piorar muito e tudo leva a crer que teremos uma situação similar à que acontece nos Estados Unidos. Por isso, venho pedir a ajuda de todos: de empresários e da população em geral, para que possamos ampliar o atendimento e salvar vidas", afirma.
O provedor da Santa Casa também reclamou da demora do Governo Federal para liberar os recursos que são anunciados. Segundo ele, já há conversas adiantadas com a Prefeitura de Campinas, que teria se disponibilizado a ajudá-lo na causa. "Já conversei com o secretário e ele disse que a Prefeitura vai liberar parte do dinheiro que precisamos", revela.
A Santa Casa está localizada no Cambuí, onde mora boa parte da população idosa de Campinas que, segundo Almeida, certamente recorrerá à unidade para ser atendido. "Se você pegar a população de idosos que tem no Cambuí e em bairros próximos, como Botafogo e Guanabara, você terá a maior contração de idosos da cidade. Isso me preocupa mais ainda, porque são pessoas que pertencem ao grupo de risco e que poderiam contar com a nossa ajuda se conseguirmos colocar a UTI para funcionar", comenta.
Quem quiser apoiar a campanha da Santa Casa de Campinas, pode fazer sua doação em dinheiro e de qualquer valor. Basta fazer uma transferência ao Banco Sicoob (756), agência: 4446-6, conta corrente: 16.637-5, em nome da Irmandade de Misericórdia de Campinas — CNPJ: 46.045.290/0001-90.
Também é possível ajudar a causa por meio de doações como: gêneros alimentícios, luvas cirúrgicas, equipamentos de proteção individual (EPIs) e máscaras. As doações podem ser entregues na provedoria do hospital, que fica na Avenida Benjamin Constant, 1657.

Escrito por:

Henrique Hein