Publicado 27/03/2020 - 15h53 - Atualizado 27/03/2020 - 15h56

Por Da Agência Anhanguera

Cerca de 70 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Campinas terão aulas online

Divulgação

Cerca de 70 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Campinas terão aulas online

Os cerca de 70 mil alunos da rede municipal de ensino de Campinas passarão a ter aulas à distância a partir do dia 20 de abril, segundo anúncio feito nesta sexta-feira (27) pela secretaria de Educação. Com aulas suspensas desde o dia 23 por conta da quarentena de enfrentamento à epidemia de coronavírus, a secretaria decidiu antecipar o recesso escolar para o período de 23 de março a 05 de abril. A partir daí, será adotado um programa que a Prefeitura chamou de Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)
O sistema vai usar a plataforma Google Sala de Aula, que será disponibilizada pela Secretaria de Educação e Fumec (Fundação Municipal para a Educação Comunitária), num ação inédita na cidade.
Vão ter acesso à plataforma digital os alunos do Ensino Fundamental Regular, Educação Integral, Educação de Jovens e Adultos (EJA), cursos Técnicos e de Qualificação Profissional (ambos do Ceprocamp), além dos programas Consolidando a Escolaridade; Educação Ampliada ao Longo da Vida e de Apoio à Alfabetização, oferecidos pela Fumec. A Educação Infantil também receberá um suporte pedagógico. No entanto, as regras ainda estão sendo consolidadas.
Como funciona
Para ter acesso aos conteúdos pedagógicos online, tanto os alunos quanto os professores deverão ter um login e uma senha, que serão disponibilizados, de forma gradativa, pela equipe gestora de cada unidade, a partir da próxima quinta-feira, dia 2 de abril.
Para garantir o acesso de professores e alunos, a Secretaria promete disponibilizar equipamentos e acesso à tecnologia 4G, de forma gradual, respeitando as orientações das autoridades sanitárias. Não é necessário fazer nenhum tipo de agendamento ou solicitação. Neste primeiro momento, todos os alunos e professores do Ensino Fundamental serão contemplados, garante a secretaria.
Neste novo espaço educacional, os professores poderão disponibilizar aulas e atividades e fazer a interação com os alunos.
Antes de a plataforma entrar em funcionamento, os professores terão um período para a adaptação das funcionalidades. O mesmo acontecerá com os estudantes. A partir de 6 de abril, a plataforma estará aberta para a ambientação dos professores. No dia 13 de abril será a vez dos alunos e, a partir do dia 20 de abril, começam a valer as interações pedagógicas entre professores e alunos.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera