Publicado 24/03/2020 - 08h53 - Atualizado 24/03/2020 - 08h53

Por Gustavo Magnusson

Profissionais da Saúde iniciaram ontem o atendimento da população da rede pública, após treinamento

Leandro Ferreira/AAN

Profissionais da Saúde iniciaram ontem o atendimento da população da rede pública, após treinamento

Por conta da crise do coronavírus, o Hospital de Clínicas da Unicamp iniciou ontem a triagem de pacientes com problemas respiratórios e sintomas gripais em tendas cedidas pelo Exército. Montada na área externa do Pronto-Socorro, ao lado da entrada de emergência, a estrutura conta com três tendas e recebe somente as pessoas direcionadas pela rede pública de saúde.
O atendimento é realizado por profissionais de saúde que pertencem ao quadro de funcionários do HC. De acordo com a assessoria do Hospital, um médico e dois enfermeiros foram deslocados ontem para a atuação nas tendas, mas a quantidade da equipe médica pode aumentar conforme a demanda dos próximos dias.
O objetivo da iniciativa da montagem das tendas no Hospital das Clínicas da Unicamp é promover fluxo de ar e realizar a separação dos pacientes para evitar a contaminação da Covid-19. Até ontem, Campinas registrou 9 casos confirmados da doença até a tarde de ontem e possui mais 253 suspeitos aguardando exames.
Para viabilizar o atendimento nas tendas do Exército, o Hospital de Clínicas da Unicamp cancelou consultas e procedimentos. Também foram suspensas todas as cirurgias eletivas, isso é, aquelas que não são de emergência nem urgência. Médicos, enfermeiros e demais trabalhadores da saúde foram remanejados. Apenas as cirurgias consideradas imprescindíveis estão mantidas. O ambulatório de oncologia e quimioterapia estão em funcionamento normal. Pacientes que dependem de infusão de medicamentos biológicos e consultas pós-operatórias também estão sendo atendidos.
Na manhã de ontem, médicos e enfermeiros realizaram uma reunião sobre a utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs) enquanto estiverem nos atendimentos nas tendas, pare evitar a propagação da Covid-19.
O Hospital de Clínicas da Unicamp destina 40 leitos de Unidade Terapia Intensivo (UTI) Adulto e 20 leitos de UTI pediátrica à demanda de pacientes do novo coronavírus. Deste contingente, 11 estão reservados para aqueles com sintomas ou já diagnosticados com a Covid-19. Neste momento, 3 estão ocupados com adultos e dois com crianças. O HC possui capacidade para aumentar os leitos com respiradores para os pacientes. Existem pelo menos 40 equipamentos em estoque que poderão ser usados, de acordo com a demanda.

Escrito por:

Gustavo Magnusson