Publicado 21/03/2020 - 06h00 - Atualizado 20/03/2020 - 15h21

Por Do Correio

Vitrina ganhadora do concurso

Reprodução

Vitrina ganhadora do concurso

OS VENCEDORES DO CONCURSO DE VITRINAS
O Concurso de Vitrinas, promovido pelo CORREIO POPULAR, foi idealizado pelo historiador e cronista, saudoso membro desta redação, José de Castro Mendes, visando a participação efetiva das empresas comerciais nas grandiosas comemorações que a cidade prornove, em honra a Carlos Go-mes pelo centenário de apresentação de "O Guarani" no Teatro Scala, de Milão. Mostruários de bom gosto originalidade, riqueza e cultura, estas vitrinas transformaram-se em aulas vivas de história, onde o homem comum detem-se, co-movido. percebendo a importancia da ob'ra de Carlos Gomes, e a grandeza do vulto do geni. compositor brasileiro.
 
SÓ UMA ASSEMBLÉIA SERÁ REABERTA ATÉ O DIA 30
Quando de seu despacho com o presidente Médici, na próxima quinta-feira, o Ministro Alfredo Buzaid, da Justiça, deverá apresentar ao chefe do governo a exposição sobre os processos já concluídos, relativos às Assembléias Legislativas Estaduais e Câmaras Municipais que se encontram com recesso decretado pelo governo. Nos últimos dias, os processos dessas assembléias têm sido, por ordens expressas do Ministro, acelerados. Mas, mesmo assim, tem-se como certa, apenas, a reabertura de uma Assembléia Estadual; é provável que ocorram outras, mas ainda não está decidido. A demora na conclusão dos processos das Assembléias Legislativas Estaduais, colocadas em recesso pelo governo da União, se deve à preocupação do governo federal, de evitar que sejam repetidas as causas que levaram o ex-presidente Costa e Silva a decretar a medida.
 
SIHANUK NÃO SE CONFORMA COM A SUA DEPOSIÇÃO
O chanceler Willy Brandt deu hoje um breve informe junto ao Bundestag sôbre sua reunião com o primeiro-ministro da Republica Democrática Alemã, Willi Stoph, em Erfurt, Alemanha Oriental. "O encontro de Erfurt, afirmou, "foi um exemplo de boa vontade e é dentro desse espírito que pretendo preparar minha próxima entrevista, no dia 21 de maio, em Cassel, com Stoph". Willy Brandt estava com o rosto e a voz fatigados pela viagem e seu informe, que durou exatamente um quarto de hora, fóra redigido durante a noite, no trem especial que regressou a Bonn. Segundo sua comitiva, o primeiro-ministro federal dormiu apenas uma hora.

Escrito por:

Do Correio