Publicado 04/03/2020 - 06h00 - Atualizado 03/03/2020 - 14h27

Por Do Correio

Delegado da SUNAB, Silvio Mayer Assumpção

Reprodução

Delegado da SUNAB, Silvio Mayer Assumpção

VAMOS COMER DOIS TIPOS DE PÃO. ISSO É BOM
Segundo acôrdo firmado ontem entre o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Campinas e a Delegacia Regional da SUNAB de São Paulo, a cidade vai ter dois tipos de pão em todas as padarias: um especial, feito com farinha acrescida de semolina, e outro considerado "simples", confeccionado com farinha comum. Entre ambos, uma diferença de vários centavos novos e de qualidade. Por outro lado, todos os panificadores deverão ter sempre as duas espécies de pão para vender. Na falta do "simples", o "especial" deverá ser vendido pelo preço deste último, sob pena de pesadas multas por parte da SUNAB, que delegou poderes à Prefeitura Mucipal, para fiscalizar e autuar os infratores.
 
NÚNCIO APOSTÓLICO E CARDEAL ROSSI NAS EXÉQUIAS
As solenes exéquias de Dom Paulo de Tarso Campos, terceiro bispo de Campinas e primeiro Arcebispo Metropolitano, acontecerá hoje, às 10 horas, quando terá lugar a concelebração da missa pelo Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Agnello Rossi, pelo Núncio Apostólico, Dom Thomaz Mazzoni, pelo sucessor de Dom Paulo, Arcebispo Metropolitano Dom Antonio Maria Alves de Siqueira, vários bispos das províncias eclesiásticas do Estado de São Paulo e numerosos sacerdotes da Arquidiocese e de fora. Terminada a missa, será dada a absolvição sôbre o cadáver, pelos três primeiros concelebrantes, e em seguida, os despojos mortais serão sepultados na cripta da Catedral, sob o altar mór. No mesmo local, em outros nichos, estão sepultados Dom Nery, primeiro bispo de Campinas, Dom Mamede, bispo auxiliar de Dom Nery e Dom José Vieira, fundador da I Santa Casa de Misericórdia de Campinas, e Bispo Resignatário de Fortaleza.
 
INCIDENTES ENCERRAM VISITA DE POMPIDOU
As relações entre a França e Israel criaram um clima apaixonado, que salpicou de incidentes a visita aos Estados Unidos do presidente francês Georges Pompidou. O último desses incidentes ocorreu poucos instantes antes da partida de volta do presidente quando um chamado telefônico provocou falso alarme sôbre a existência de uma bomba no avião que seria tomado pelo chefe de Estado. As maletas do presidente e as de sua comitiva foram examinadas com Raios X.

Escrito por:

Do Correio