Publicado 14/02/2020 - 14h39 - Atualizado 14/02/2020 - 14h40

Por Estadão Conteúdo

Matías Viña deve estrear diante do Mirassol

Palmeiras/Reprodução

Matías Viña deve estrear diante do Mirassol

Salvo alguma surpresa de última hora, o Palmeiras terá uma estreia no jogo de domingo contra o Mirassol, às 16h, no Allianz Parque, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF nesta sexta-feira e só precisa ser inscrito na competição para estar liberado para jogar.
Em condições normais, o processo de inscrição no Paulista é rápido - o que costuma levar mais tempo é a publicação do nome do jogador no boletim da CBF. O uruguaio deverá ser incluído na lista de atletas do Palmeiras no campeonato estadual até o fim da tarde desta sexta.
Vanderlei Luxemburgo já deixou claro que pretende contar com Viña na partida contra o Mirassol. Na quinta-feira, o ex-jogador do Nacional foi escalado pelo treinador na equipe titular e teve um bom desempenho. Embora o uruguaio de 22 anos também possa jogar como zagueiro, a lateral esquerda é a sua melhor posição e é lá que Luxemburgo pretende aproveitá-lo no Palmeiras.
Além de Viña, o jogo contra o Mirassol também terá a estreia do gramado sintético do estádio palmeirense. Nesta sexta, os jogadores fizeram um treino no local para dar sequência ao processo de adaptação.
MAYKE DESPREOCUPADO - Na outra lateral, Mayke será titular do time alviverde pela primeira vez neste ano, aproveitando o fato de Marcos Rocha estar machucado. A possibilidade de o Palmeiras contratar Daniel Muñoz, lateral-direito do Atlético Nacional de Medellín, da Colômbia, não parece preocupar o jogador mineiro.
"Isso eu deixo para a diretoria. Estamos trabalhando aqui, eu e o Marcos Rocha. Vamos trabalhar para, quando precisarem de nós, entrarmos em campo e darmos o nosso melhor, podendo sempre ajudar o Palmeiras", afirmou Mayke.
A prioridade de Mayke no momento é aproveitar a oportunidade que surgiu com uma boa atuação contra o Mirassol. Só assim ele vai aumentar a possibilidade de conquistar o seu lugar na equipe comandada por Luxemburgo.
"É aproveitar da melhor maneira possível. Farei como sempre fiz: entrar em campo e dar o meu melhor para sempre ajudar o Palmeiras. Quando recebemos uma oportunidade, temos de dar o nosso melhor. Farei de tudo para fazer um excelente jogo para, quando o professor precisar, estar adequado para jogar."

Escrito por:

Estadão Conteúdo