Publicado 14/02/2020 - 11h31 - Atualizado 14/02/2020 - 11h32

Por Da Agência Anhanguera

Narrativa se constrói através de três energias fundamentais da cena: o ator, a luz e o som

Allyson Paes/Divulgação

Narrativa se constrói através de três energias fundamentais da cena: o ator, a luz e o som

Com o espetáculo Le Monde, atração deste fim de semana no Espaço Tugudum, o Grupo Katharsis retorna a seu estilo de aproveitar uma variedade de motivos para falar do mundo atual e do sujeito contemporâneo.
Segundo o coordenador do Katharsis, Roberto Gill Camargo, que assina a produção e direção do espetáculo, esse trabalho dá continuidade às pesquisas do grupo, em que a narrativa se constrói a partir da coevolução das três energias fundamentais da cena: o ator, a luz e o som.
Em Le Monde, a tônica recai sobre os processos de controle que aprisionam as diferenças individuais em função única e exclusivamente do capital. Fala-se de um poder que disciplina e encarcera os corpos, mas não as ideias, que fluem incontrolavelmente pelas fissuras.
A música é ao vivo com Janice Vieira (acordeon) e Deni Pontes (percussão). Amanhã, às 20h e domingo, às 18h, no Tugudum (Rua Maestro Francisco Manoel da Silva, 690, Sta Genebra, fone: 2121-4655). Ingressos: R$ 30,00 (compra pelo site: http://www.tugudum.com.br ou no local).

Escrito por:

Da Agência Anhanguera