Publicado 13/02/2020 - 14h41 - Atualizado 13/02/2020 - 14h52

Por Estadão Conteúdo

Carla trabalhou na Rede Globo por 34 anos, onde apresentou e trabalhou em diversos telejornais

Reprodução

Carla trabalhou na Rede Globo por 34 anos, onde apresentou e trabalhou em diversos telejornais

A jornalista e apresentadora Carla Vilhena fez uma publicação no Twitter em que falou sobre o assédio que sofreu de um músico famoso enquanto tentava entrevistá-lo. Ela não revelou o nome do cantor.
"No SPTV, fazíamos entrevistas com artistas. Liguei para um músico famoso e convidei-o para o programa. Ele me assediou ao telefone descaradamente", disse ela.
Carla trabalhou na Rede Globo por 34 anos, onde apresentou e trabalhou em diversos telejornais.
"Quando ele me cantou, eu era casada, todo mundo sabia, e ele não se importou. Eu tentava escapar e ele insistia", continuou a jornalista.
O depoimento de Carla Vilhena foi motivado pelos recentes insultos à repórter Patrícia Campos Mello, do jornal Folha de S. Paulo, em uma CPMI no Congresso Federal.
Ainda sobre o tema, Carla contou que, quando precisou entrevistar o músico novamente, desta vez para o programa "Fantástico", ele se recusou a falar com ela, alegando que era um "homem casado". "Me senti péssima", comentou sobre toda a situação.
Carla Vilhena pediu demissão em 2018, quando decidiu se dedicar a um site pessoal criado por ela há alguns anos. "Meu projeto pessoal precisa ampliar fronteiras e, enquanto for vinculada ao jornalismo, estarei impossibilitada de fazer isso", disse ao anunciar a saída da emissora.

Escrito por:

Estadão Conteúdo