Publicado 12/02/2020 - 06h00 - Atualizado 11/02/2020 - 14h17

Por Do Correio

Volta à escola em 70

Reprodução

Volta à escola em 70

ÊSTE ANO AS AULAS COMEÇAM MAIS TARDE
Os alunos dos cursos primários e secundário de Campinas, vão ter em 1970 um período mais prolongado de férias. É que as aulas curriculares começam mais tarde este ano, em virtude da Semana do Planejamento, que por determinação legal, todos os professores da rede oficial de ensino devem desenvolver nos sete primeiros dias letivos. Assim, os alunos do curso primário vão ter aulas no dia 23 deste mês, e os secundaristas, só a 9 de março próximo. No dia 16 os professores do curso básico começam a fazer o seu Planejamento e no dia 21 o mesmo sucederá com os do nível ginasial, colegial e normal. Por outro lado, a cidade vai ter quatro novos ginásios e um Grupo Escolar Ginásio, êste último de caráter experimental, no sistema de ensino integrado, sem divisão distinta entre primário e secundário, mas com oito anos contínuos de estudos.
 
O PAPA PAULO VI FALA AOS BRASILEIROS
Pela primeira vez, o Papa Paulo VI falará diretamente ao povo brasileiro, via Embratel: sábado, às 22 horas, Sua Santidade lançará oficialmente a "Campanha da Fraternidade 1970". A Agência Nacional comandará a operação, unindo todas as emissoras de rádio e televisão do país. O pronunciamento do Santo Padre será precedido de uma introdução feita pelo Cardeal Agnello Rossi, Presidente da Conferencia Nacional de Bispos do Brasil.
 
TRADUTOR SOVIÉTICO ACUSADO DE ESPIONAGEM
Alexander Tikhomirov, o tradutor soviético na ONU detido sábado em Seattle (Washington) e acusado de espionagem, regressou na noite passada a Nova Iorque, por avião, precedente de Seattle. Embora se mantivesse sigilo, sua viagem chegou ao conhecimento de muitos e inúmeros jornalistas se encontravam no aeroporto à sua chegada. Imediatamente, êle foi levado a um automóvel negro, que o esperava. Quando os jornalistas perguntaram a um funcionário soviético presente no aeroporto qual seria o destino de Tukhomirov, este respondeu: "Este é um assunto nosso". Tikhomirov, que trabalhava na secretaria das Nações Unidas, foi preso acusado de espionagem e detido sob fiança em Seattle.

Escrito por:

Do Correio