Publicado 05/02/2020 - 06h00 - Atualizado 04/02/2020 - 14h26

Por Do Correio

O Instituto de Fisioterapia Campinas

Reprodução

O Instituto de Fisioterapia Campinas

CAMPINAS TEM HOJE O SEU INSTITUTO DE FISIOTERAPIA
Roberto Valbert, Celso Mazzariol, Walter Monetta e Edney Morais Bueno entregam hoje ao público de Campinas o Instituto de Fisioterapia Campinas, um imponente prédio de três andares, com um total de 2.195.98 metros quadrados de área construída. Com solenidades previstas para às 21 horas o Instituto de Fisioterapia entra em funcionamento depois de um período de obras muito intenso. O IFC conta com os seguintes serviços: Exclusivo para Senhoras: Banho a Vapor, Saúna, Ducha Escocesa, Ducha Circular, Chuveiros Pressurizados, Mesas para Massagens, Salão de Repouso com Lanchonete, Salão de Beleza, Vestiários, Ginásio com Aparelhagem completa, e departamento médico.
 
GOVÊRNO FEDERAL DEIXA O MERCADO DA CARNE
A completa saída da SUNAB do mercado da carne a partir do dia oito foi decidida em uma reunião do ministro Delfim Netto com o ministro Cirne Lima da Agricultura, e os representantes dos principais frigoríficos responsáveis pelo abastecimento das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. A reunião estabeleceu uma estratégia para que os frigoríficos possam garantir o suprimento normal de carne a partir de domingo. Através da administração dos frigoríficos de Araçatuba e Ribeirão Preto, a SUNAB está se responsabilizando pelo abastecimento de cinquenta por cento das necessidades do mercado de carne da Guanabara, com a remessa mensal de sete a oito mil toneladas.
 
VENEZUELA REATARIA RELAÇÕES ECONÔMICAS COM FIDEL CASTRO
O presidente da Venezuela, Rafael Caldera, deu a entender ontem aqui que seu país poderia reatar relações econômicas com Cuba. Sem citar a ilha antilhana, mas referindo-se a ela em termos inequívocos, Caldera deu a entender igualmente que esse reinicio dependia de um compromisso pelo governo de Havana de não intervir nos assuntos internos venezuelanos. O primeiro mandatário venezuelano, que falava na inauguração de um conclave ministerial hemisférico, citou finalmente Cuba para afirmar que "é impossível não lamentar aqui a ausência de Cuba". Disse que "não se trata somente de um problema de intercambio econômico, mas de um problema de solidariedade continental".

Escrito por:

Do Correio