Publicado 22/02/2020 - 00h11 - Atualizado 22/02/2020 - 00h11

Por AFP


O total de soldados dos Estados Unidos que sofreram lesões cerebrais traumáticas após o ataque de mísseis lançado pelo Irã contra uma base militar americana no Iraque no mês passado aumentou para 110, informou o Pentágono nesta sexta-feira.

O último número divulgado em 10 de fevereiro foi 109 feridos.

Todos os afetados foram diagnosticados com uma leve lesão cerebral traumática, destacou o Pentágono, acrescentando que 77 já haviam retornado ao serviço.

Os outros 35 foram transportados para a Alemanha para posterior avaliação e 25 deles retornaram aos Estados Unidos, indicou o organismo.

O presidente Donald Trump disse inicialmente que nenhum americano havia sido ferido no ataque à base de Ain al Asad, no oeste do Iraque, na noite de 7 a 8 de janeiro, embora as autoridades tenham relatado mais tarde que uma dúzia de soldados havia sido ferida.

O Irã disparou mísseis balísticos em retaliação ao ataque americano com drones em 3 de janeiro que matou o general Qassem Soleimani em Bagdá.

sl/bfm/acb/dg/mls/lca

Escrito por:

AFP