Publicado 23/01/2020 - 21h11 - Atualizado 23/01/2020 - 21h11

Por Gustavo Magnusson

O meia João Paulo, uma das novidades da Ponte Preta em campo, conduz a bola em noite chuvosa no Moisés Lucarelli: largada com o pé esquerdo

Leandro Ferreira/AAN

O meia João Paulo, uma das novidades da Ponte Preta em campo, conduz a bola em noite chuvosa no Moisés Lucarelli: largada com o pé esquerdo

Sob bastante chuva, a Ponte Preta decepcionou o seu torcedor e perdeu nesta quinta-feira por 3 a 2 para o Santo André na estreia da equipe dentro de casa no Campeonato Paulista. O primeiro tempo da partida foi marcado por bastante equilíbrio, poucas chances de gol e muitas ligações diretas por parte da equipe de Gilson Kleina, que pecou na saída de bola e na transição da defesa para o ataque.
Aos 18', após cruzamento para a área de Bruno Rodrigues, Ricardo Luz agarrou Apodi e o árbitro não hesitou em assinalar pênalti. O atacante Roger foi para a cobrança e bateu forte no canto esquerdo do goleiro Fernando Henrique, anotando o primeiro gol da equipe na temporada. Na comemoração, o jogador dedicou o gol para seu filho Nicolas, que fez aniversário de 12 anos nesta quinta.
Menos de 10 minutos depois, Dudu Vieira foi lançado em profundidade, Cléber Reis chegou atrasado e acertou em cheio o corpo do volante do Ramalhão. Ex-Guarani, o atacante Ronaldo foi o encarregado pela cobrança e não decpcionou: bateu com categoria no canto esquerdo, deslocando totalmente o goleiro Ygor Vinhas. Aos 36', a Ponte Preta reclamou de mais um pênalti na partida, desta vez sobre Roger, mas o árbitro ignorou.
O segundo tempo continuou com pouca inspiração das duas equipes, mas com a Ponte Preta ligeiramente superior. Aos 12', após cruzamento de Bruno Rodrigues, Roger testou pela linha de fundo. Aos 15', nova chance de perigo e obrigou a primeira defesa difícil de Fernando Henrique na partida. No entanto, na primeira chegada do Santo André na segunda etapa, Branquinho aproveitou grande assistência de Douglas Baggio pela e encheu o pé para virar a partida. Mas a alegria do Santo André durou pouco. Logo aos 22', após cobrança de falta de João Paulo, o zagueiro Henrique Trevisan desviou para empatar novamente o duelo. Quando a partida parecia se encaminhar para o empate, o suplente Guilherme Garré cruzou pelo lado direito e Douglas Baggio antecipou a marcação para decretar a vitória do Santo André.
Com a derrota, a Macaca perdeu a chance de ser a única equipe do Grupo 1 a estrear com vitória na competição, já que na última quarta-feira o Oeste perdeu para o Novorizontino e o Água Santa foi derrotado pelo São Paulo.
Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrenta o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. A partida será domingo, às 16h. Já o Santo André recebe a Ferroviária, no estádio Bruno José Daniel, também domingo, às 19h.

Escrito por:

Gustavo Magnusson