Publicado 15/01/2020 - 09h26 - Atualizado 15/01/2020 - 09h26

Por Da Agência Anhanguera

Procurador pede documentos do IFSP

Divulgação

Procurador pede documentos do IFSP

O Ministério Público Federal (MPF) interveio no acordo entre o Instituto Federal de São Paulo (IFSP) — Campus Campinas e o Centro de Tecnologia da Informação (CTI) Renato Archer e pode mudar os termos do convênio e sua forma de funcionamento. Isso acontece em meio ao anúncio da antecipação da mudança das atividades do IFSP, que hoje ocorrem em área cedida do CTI, na região dos Amarais, para a sede própria no Campo Grande.
No último dia 8 de janeiro, houve uma audiência na Procuradoria da República em Campinas, para tratar deste assunto. Após audiência, o procurador Aureo Lopes pediu o envio de documentos da parceria entre os dois órgãos federais.
Na audiência foi debatido o convênio entre os órgãos, os prós e contras da mudança e os eventuais prejuízos que podem ser causados. A situação atual preocupa o MPF.
Foi discutido também o grau de cooperação entre as duas instituições, a fim de ponderar os resultados concretos do convênio atingidos até agora e possíveis efeitos da mudança do IFSP na colaboração entre os dois entes federais. Para instruir o inquérito civil público, ficou estabelecida pelo procurador a necessidade do envio e complementação de documentação que comprovem e sirvam de indicadores dos trabalhos realizados em conjunto, bem como a propositura e a sugestão de novos mecanismos que sirvam de parâmetro para melhorias e possível substituição ou revisão dos termos do convênio.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera