Publicado 30/01/2020 - 06h00 - Atualizado 29/01/2020 - 12h22

Por Do Correio

Ministro da Agricultura da Costa do Marfim no I.A.

Reprodução

Ministro da Agricultura da Costa do Marfim no I.A.

MINISTRO DA COSTA DO MARFIM VISITA IAC
Visitou ontem o Instituto Agronômico de Campinas, o dr. Habdula Fadiga, diretor geral dos Assuntos de Agricultura da República da Costa do Marfim, África. Na oportunidade, acompanhado dos srs. engs. agrs. Coaracy Moraes Franco e Aldir Alves Teixeira, do Instituto Brasileiro do Café, e srta. e sr. Helena Coutinho e Marcos De Vicenzi, do Itamarati, o ilustre visitante cujo cargo corresponde ao de Ministro da Agricultura, foi recebido pelo eng. agr. Popílio Angelo Cavaleri, diretor geral do Agronômico. Depois de uma cordial palestra sobre assuntos ligados à cafeicultura de ambos os países, bem como de outras culturas tais como algodão, cana-de-açúcar, milho e leguminosas, o dr. Habdula Fadiga visitou a Seção de Café, do Instituto Agronômico, a Genética e a Fotointerpretação.
 
BRASIL VAI SUGERIR MEDIDAS CONTRA SEQUESTROS DE AVIÕES
A delegação brasileira vai sugerir na reunião do Comitê Jurídico da Organização Internacional da Aviação medidas repressivas ou preventivas contra os sequestros de aviões. A reunião será realizada em Montreal, no Canadá, de 9 de fevereiro a 1.o de março. A informação foi prestada hoje pelo jurista Enrico Paulo Valle, que participará da reunião por indicação do Presidente Médici, na qualidade de observador da Sociedade Brasileira de Direito da Aeronáutica do Espaço. O sr. Paulo Valle afirmou que as nações terão que encontrar uma solução para a pirataria.
 
FIDEL CASTRO NÃO DÁ AJUDA ÀS GUERRILHAS VENEZUELANAS
O aparente abandono por Fidel Castro das guerrilhas venezuelanas é um fenômeno que se conhece também na Colômbia, declarou-se em fontes geralmente bem informadas. Tem-se como entendido nas mesmas fontes que os auxílios financeiros que o "Exército de Libertação Nacional" (ELN) recebia de Cuba, passou de aproximadamente 24.000 dólares em 1968 para menos de 4.000 em 1969. O ELN, que opera principalmente no Departamento de Santander, nordeste da Colômbia, está sob o comando de Fabio Vazquez Caetano, o qual, segundo informou a imprensa colombiana nos últimos meses, mandou fuzilar cerca de vinte membros de seu grupo, camponeses e estudantes.

Escrito por:

Do Correio