Publicado 22/01/2020 - 06h00 - Atualizado 21/01/2020 - 14h33

Por Do Correio

Vista geral da cidade de Campinas

Reprodução

Vista geral da cidade de Campinas

CAMPINAS: NESTA CIDADE VIVE-SE BEM?
Com o objetivo de elaborar o plano preliminar de desenvolvimento integrado de Campinas - parte do Plano Diretor - técnicos da Consultoria de Planejamento e um grupo de estudantes universitários estão desenvolvendo um levantamento social, econômico, educacional e demográfico do município, por meio de pesquisas de amostragem. A grosso modo, os números são otimistas, indicam que na cidade sede do segundo maior complexo industrial regional do país, vive-se bem, com boas oportunidades para todos, e um nível médio de vida até superior ao de alguns centros mais desenvolvidos. A pesquisa, que servirá de base para o futuro desenvolvimento do Plano Diretor, está sendo coordenada pelo Escritório Técnico desse órgão municipal.
 
20% PARA OS SERVIDORES MUNICIPAIS
Está já garantido para o funcionalismo municipal de Campinas o aumento de 20%, segundo determinações tomadas ontem pelo prefeito Orestes Quércia. Portanto, a concessão do aumento foi nas mesmas bases daquele recentemente concedido aos servidores federais. A mensagem dispondo sôbre a concessão do aumento será redigida nas próximas horas e enviado à Câmara para sua aprovação. A sua vigência, no entanto, será a partir de 1.o de fevereiro. O quadro operário da Prefeitura também será beneficiado com idêntico aumento, ou seja 20% sobre os valores atuais. Entretanto, a concessão de aumento para o quadro-operário será feito através de decreto do prefeito Orestes Quércia.
 
COMO FICOU BIAFRA DEPOIS DA GUERRA
As destruições ocasionais durante os trinta meses da guerra civil são visíveis na antiga província secessionista de Biafra, mas não há indícios de genocídio da população civil, afirmam os observadores estrangeiros. Pontes e casas destruídas, restos de aviões nas selvas, ruínas, impactos de balas ou metralhadora nos locais mais inverossímeis. A desolação surge e abafa quase todos os lugares, mas o verdadeiro e mais terrível mal está nos corpos, nos olhos, dos primeiros biafrenses interrogados. Pálidos, esqueléticos, sedentos, cobertos de andrajos, seu primeiro gesto era estender a mão suplicante.

Escrito por:

Do Correio