Publicado 23/12/2019 - 15h35 - Atualizado 24/12/2019 - 11h46

Por Fábio de Mello

A rabada mineira derrete na boca dos apreciadores de pratos suculentos do boteco no Jardim Eulina

Fábio Mello/AAN

A rabada mineira derrete na boca dos apreciadores de pratos suculentos do boteco no Jardim Eulina

Retornar ao Bar do Zé é sempre uma experiência incrivelmente agradável. Impossível não se sentir em casa ao ser recebido pelos sorrisos da família do proprietário. Os petiscos, muito bem preparados, nunca falham e inevitavelmente me transportam de volta a 2014, quando pisei pela primeira vez no melhor boteco do Jardim Eulina. Um lugar imune ao tempo, que preserva tudo de bom desde sua inauguração, exceto pelo espaço físico, que mudou de endereço. Foi para outro prédio a menos de 100 metros do antigo.
O novo local é muito maior, organizado e confortável e conta com uma generosa área coberta, com salão, varanda e mesa de sinuca, além de uma enorme área externa (onde é possível fumar à vontade), com várias mesas cobertas com guarda-sol, e três churrasqueiras, que podem ser usadas desde que sejam previamente reservadas. Outra pequena atualização é que, além do cardápio tradicional, a bodega agora também faz costelas de chão, produzidas em eventos divulgados através de sua página no Facebook. Fora isso, tudo continua maravilhosamente igual. Na terça, é servida moela, quarta é dia de rabada e, na quinta, é preparada a dobradinha. A partir de terça-feira são oferecidas carnes assadas: cupim, alcatra, fraldinha, costela, coração de frango acebolado e picanha. A estufa permanece repleta de croquetes, pancetas, bolinhos de bacalhau, costelinhas de porco, pedaços de frango frito, linguiças e outros salgados fritos.
Recomendo aos leitores que ocupem as mesas do ‘quintal’ e, se for numa quarta-feira, peçam uma cachacinha mineira e um delicioso prato de rabada, que derrete na boca, para acompanhar. Saúde!
ONDE
BAR DO ZÉ
Rua Altemiro de Souza Leite, 295, Jardim Eulina, Campinas, f. (19) 3242-1686. Aberto de terça a sexta-feira, das 8h às 22h; de sábado, das 8h às 20h, e domingos e feriados, das 8h às 17h.

Escrito por:

Fábio de Mello