Publicado 09/12/2019 - 16h12 - Atualizado // - h

Por Diego Cunha


Divulgação

"O olhar das crianças para o Papai Noel é um olhar apaixonado, terno, a coisa mais maravilhosa que pode existir", destaca Fernando Martin

O mês de dezembro chegou e com ele, um personagem um tanto tradicional e carismático começa a ganhar espaço e se espalhar pelas cidades ao redor do mundo. O senhor da feição singela, com a barba e os cabelos brancos mesclados a roupa vermelha vestida da cabeça aos pés, desembarca do Polo Norte para presentear as famílias e principalmente a criançada. Em Campinas, Fernando Martin, de 69 anos, pai de 5 filhos e avô de 11 netos é um paulistano de nascença, campineiro de coração e um exemplo desses clássicos Papais Noéis: um especialista em distribuir mensagens positivas e fazer a alegria dos pequenos.

“Ser Papai Noel é um dom maravilhoso, tenho uma gratidão e uma satisfação imensa de poder levar felicidade a esses pequeninos inocentes”. Assim, Martin define o que representa para ele ser um “bom velhinho”. Sua trajetória como Papai Noel, no entanto, iniciou de maneira inesperada. “O ano era 2006, eu estava em São Paulo e algumas pessoas na rua me acharam parecido com a imagem do Papai Noel, mesmo ainda não tendo barba”, conta Martin. A partir de então, Fernando resolveu apostar na ideia. Para o começo, comprou as roupas e barbas falsas e deu início a uma verdadeira carreira como Papai Noel. Já consolidado, Fernando Martin foi por dois anos, o astro dos Natais do Shopping Iguatemi, em Campinas e, neste ano, está no trono do Shopping Valinhos.

Enquanto não chegava o momento de estrelar como um dos mais emblemáticos Papais Noéis da região, Martin construiu, durante 56 anos, uma consolidada carreira como produtor cultural. Fernando inaugurou, por exemplo, diversos bares e discotecas em Campinas e São Paulo, como a Strepto Mania, uma das primeiras boates campineiras com uma estrutura de grande porte como as já tradicionais na capital. Fernando Martin também produziu inúmeros shows, sendo o responsável por trazer para Campinas, astros do pop e rock internacional dos anos 60 como The Mamas & the Papas e Johnny Rivers, e celebridades da música latina e brasileira como Shakira e Tim Maia.

Essa vida celebrada em meio a rotina de shows trouxe muita satisfação e prazer para a vida de Fernando. “Eu me sentia realizado, afinal, eu estava trazendo meus ídolos para cá, eu chegava a chorar de emoção”, conta. No entanto, consequências delicadas dessa rotina agitada também se fizeram presentes: há cerca de 30 anos, um problema de audição começou a prejudicar sua atividade profissional. “Por trabalhar com sonorização e caixas de som muito altas, tive esse problema, que foi piorando com o tempo. Tive de passar a usar aparelhos auditivos, mas desde então consigo ouvir tudo perfeitamente”, revela Fernando Martin.

A boa audição, por sinal, é elemento fundamental para quem atualmente tem a missão de escutar os extensos pedidos de presente da criançada. Esses pequenos indivíduos, inclusive, são os principais combustíveis para Fernando Martin seguir espalhando o espírito natalino por onde passa. “O olhar das crianças para o Papai Noel é um olhar apaixonado, terno, a coisa mais maravilhosa que pode existir. Chega o mês de novembro, próximo de assumir o trono nos shoppings, algo extrassensorial me veste e me incorpora como Papai Noel”, diz Fernando.

Uma parceria de sucesso

Além de se destacar como um dos principais Papais Noéis dos shoppings e campanhas publicitárias da região, Martin faz valer a essência do bom velhinho e costuma participar de diversas ações sociais. “Sempre que recebo convites faço questão de participar, fiz algumas visitas ao Boldrini, à UTI pediátrica do Mário Gatti, dentre outros grupos e hospitais. Sempre gostei de fazer caridade, faço um trabalho de auxílio para idosos de Campinas também”, conta Fernando. Para 2019, seu principal projeto é com o Núcleo de Audiologia, o qual não apareceu pela primeira vez em sua vida: a instituição foi a responsável por providenciar os aparelhos auditivos utilizados por Fernando Martin. Sendo assim, mobilizado pela causa da audição e reabilitação auditiva, Martin incorporará o Papai Noel e terá a incumbência de fazer a entrega dos brinquedos arrecadados pelo Núcleo, na campanha o “O Som do Natal Solidário”. A ação é em prol das crianças surdas da Apascamp, Associação de Pais e Amigos de Surdos de Campinas, e a entrega dos presentes será realizada amanhã, das 9h às 12h, na sede da entidade.

Escrito por:

Diego Cunha