Publicado 09/12/2019 - 15h06 - Atualizado 13/12/2019 - 14h14

Por Daniela Nucci

Dona da loja da Ficcus Plus Size, Regina Franchi destaca a coleção de Verão e as peças em alta como macacão, estampas florais, muito linho, macacões e pantacourt

Wagner Souza/AAN

Dona da loja da Ficcus Plus Size, Regina Franchi destaca a coleção de Verão e as peças em alta como macacão, estampas florais, muito linho, macacões e pantacourt

Não é de hoje que a moda plus size ganha força e chega com uma pegada mais descolada e jovial. Nada de roupas em cores e estampas sem graça nem estilo, distantes da demanda da maioria das mulheres que buscam modelos em sintonia com as novidades de cada temporada. Após terem superado os padrões de beleza do mercado, as mais antenadas, que vestem tamanhos maiores, já encontram boas opções para lindos looks. A loja Ficcus Plus Size, no bairro Jardim Aurélia, investe em estampas, das clássicas às modernas, para impactar nas produções. Para a grife, não há tempo ruim na hora de criar um look, e melhor ainda se for de uma maneira despretensiosa e, principalmente, do gosto da cliente. A coleção vai de macacões, saias midis, muito linho, com numeração a partir do tamanho 44, além da moda praia e acessórios. Há 25 anos, a loja conta com moda festa, casual, praia e acessórios. “Sou uma das pioneiras na cidade na moda plus size para jovens e senhoras. Temos desde modelos clássicos até as principais tendências como os macacões saias midi, pantacourt, estampas florais, listras, linho, tencel (jeans mais leve ideal para o Verão) um produto Eco que usa matéria-prima ecológica. É um mercado que cresce muito. Temos maiôs e biquínis também com bom caimento e bem estruturados, dos lisos aos estampados, até numeração 56”, diz a dona da loja, Regina Franchi.
Desde 2012, a comunicadora, DJ e empresária Flávia Durante promove a Pop Plus, feira de moda e cultura plus size, com média de público de 12 mil pessoas por evento, e vê o mercado cada vez mais abrangente.
Desde 2012, a comunicadora, DJ e empresária Flávia Durante promove a Pop Plus, feira de moda e cultura plus size, com média de público de 12 mil pessoas por evento, e vê o mercado cada vez mais abrangente. Ao longo destes sete anos, Flávia tem desmistificado conceitos e conselhos que mulheres (e homens também) vêm ouvindo há décadas em relação à moda. “Depois de décadas de opressão na ditadura da moda, as mulheres estão se permitindo mais e a moda é que tem que se adaptar às pessoas e não devemos quebrar a cabeça, entrar em dietas absurdas, em nome da estética e da moda, já que ela tem que ser aliada da autoestima e não nossa inimiga”, diz Flávia. “As mulheres estão se permitindo mais em termos de modelagens, texturas, idade e peso. Os limites estão cada vez menores e quebrados, e isso se reflete na moda plus size. Com a chegada da internet, muitas viram que não estão sozinhas no sofrimento da pressão estética que sofremos a vida inteira, onde muitas viram que não se enquadram nos padrões. Até porque no Brasil não existe um padrão”, completa a empresária.

Escrito por:

Daniela Nucci