Publicado 06/12/2019 - 14h22 - Atualizado 06/12/2019 - 14h24

Por Estadão Conteúdo

Gabriel Verón marcou os dois primeiros gols como jogador profissional

Cesar Greco/Agência Palmeiras

Gabriel Verón marcou os dois primeiros gols como jogador profissional

Com dois do garoto Gabriel Verón, de 17 anos, o Palmeiras goleou o Goiás por 5 a 1, nesta quinta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, e encerrou o jejum de cinco jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro. Foram os primeiros gols do jovem promissor jogador no profissional. Curiosamente, ele se tornou o segundo atleta mais jovem a marcar no time principal alviverde. Fica atrás apenas de Juliano, que aos 16 anos, em 1998, marcou uma vez na vitória por 5 a 0 sobre o Nacional-URU.
A partida também marcou a despedida do zagueiro Edu Dracena dos gramados. Ele teve o nome gritado pelos torcedores e foi homenageado pelos jogadores ao término da partida. Sem grandes pretensões no Brasileirão, a vitória ao menos manteve o Palmeiras na briga pelo vice-campeonato. O equipe foi a 71 pontos e se igualou ao Santos, que está em segundo lugar por ter uma vitória a mais (21 a 20).
O Palmeiras se despede da competição contra o desesperado Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão. Com a derrota, o Goiás deu adeus ao sonho de ir à Copa Libertadores - tem 49 pontos e está em 11.º lugar -, garantindo o Internacional nas fases preliminares da competição.
Já de olho na próxima temporada, com acerto encaminhado com o técnico argentino Jorge Sampaoli, o Palmeiras jogou sem pressão, comandado de maneira interina por Andrey Lopes. O Goiás assustou no início e mandou a bola para as redes com Rafinha, aos 11 minutos. Mas o árbitro carioca Bruno Arleu de Araújo marcou falta de Rafael Moura em Weverton no início do lance e anulou o gol.
O Palmeiras acordou e abriu o placar de fato aos 21 minutos. Lucas Lima lançou para Zé Rafael tocar na saída do goleiro. O Goiás respondeu e empatou logo em seguida após Diogo Barbosa derrubar Barcia na área. Rafael Moura cobrou o pênalti e fez. A partida seguiu aberta e a zaga do Goiás estava completamente desorganizada. Dudu tabelou com Zé Rafael e deixou novamente os anfitriões em vantagem.
No segundo tempo, Gabriel Verón ganhou mais uma chance na equipe principal e foi bem. Aos 24 minutos, ele tocou para Lucas Lima e correu para área, onde aproveitou cruzamento rasteiro e mandou para as redes.
O garoto estava à vontade em campo e fez bela jogada no quarto gol. Ele avançou pela esquerda, deixou o marcador para trás e deu para Dudu fazer o quarto na partida. Ele ainda teve tempo de fazer o quinto ao receber passe de Dudu.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 5 x 1 GOIÁS
PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Luan, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Matheus Fernandes, Bruno Henrique, Lucas Lima (Ramires) e Raphael Veiga (Jean); Dudu e Zé Rafael (Gabriel Verón). Técnico: Andrey Lopes (interino).
GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha (Thalles), Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto, Léo Sena e Yago Felipe; Leandro Barcia, Rafael Moura (Vinícius) e Rafinha (Kaio). Técnico: Ney Franco.
GOLS - Zé Rafael, aos 21, Rafael Moura (pênalti), aos 26, e Dudu, aos 33 minutos do primeiro tempo; Gabriel Verón, aos 24 e aos 44, e Dudu, aos 36 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Edu Dracena, Diogo Barbosa e Raphael Veiga (Palmeiras); Rafinha (Goiás).
ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araujo (RJ).
RENDA - R$ 221.287,50.
PÚBLICO - 6.779 pagantes.
LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Escrito por:

Estadão Conteúdo