Publicado 03/12/2019 - 10h23 - Atualizado 03/12/2019 - 10h23

Por Gustavo Magnusson

Ponte Preta deve anunciar dupla de defensores do Operário

Divulgação

Ponte Preta deve anunciar dupla de defensores do Operário

Com o encerramento da Série B, a Ponte Preta vive os primeiros suspiros de reuniões e negociações visando à montagem do elenco do ano que vem. Nos próximos dias, a Macaca deve anunciar a contratação do zagueiro Alisson e do volante Índio, ambos do Operário-PR. 
A princípio, a única definição oficial é o prolongamento de contrato até dezembro de 2021 do jovem zagueiro Léo, de 19 anos, escalado pela primeira vez pelo técnico Gilson Kleina na última partida da temporada. O antigo vínculo se estendia até junho de 2020. Com isso, Léo se torna o primeiro jogador de defesa garantido para a próxima temporada, já que os zagueiros Renan Fonseca, Airton, Reginaldo e Henrique Trevisan ainda não definiram seu futuro no clube.
Já a lista de retornos por empréstimo conta com o lateral-direito Jeferson (Vila Nova), o atacante Felipe Saraiva (Botafogo-SP) e o zagueiro Reynaldo, que disputou a última Série C pelo Tombense, mas pode ser negociado com o Juventude. Quem também deve ter o Juventude como rumo é o meia Renato Cajá, que possui contrato até o fim de 2020 com o clube gaúcho e ainda não foi procurado pela Ponte Preta para uma possível negociação visando a sua permanência em Campinas.
A missão de montar o elenco da Ponte Preta para 2020 está nas mãos de uma comissão da qual fazem parte o presidente do clube, Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, o vice-presidente Hélio Kazuo, o executivo de futebol Gustavo Bueno, o técnico Gilson Kleina, o diretor financeiro Fábio Abdalla, além do presidente de honra Sérgio Carnielli e do ex-presidente do clube, Vanderlei Pereira.

Escrito por:

Gustavo Magnusson