Publicado 03/12/2019 - 10h17 - Atualizado 03/12/2019 - 10h17

Por Carlos Rodrigues

Rondinelly deixa o Brinco e assina com Santo André

Divulgação

Rondinelly deixa o Brinco e assina com Santo André

Com o término da Série B, a expectativa é por uma grande reformulação no elenco do Guarani para 2020. Dezoito jogadores tiveram seus contratos encerrados no final de semana e a tendência é que poucos permaneçam para a próxima temporada. Os próximos dias devem ser decisivos no que diz respeito às renovações e também as primeiras contratações. O único que teve contrato prolongado até agora foi o volante Deivid.
Os que já estão sem vínculo com o clube são o goleiro Klever, os laterais Thallyson e Armero, os zagueiros Diego Giaretta e Ferreira, os volantes Igor Henrique, Marcelo e Felipe Guedes, os meias Arthur Rezende, Lucas Crispim, Rondinelly, Marquinhos, Filipe Cirne e Felipe Amorim, e os atacantes Michel Douglas, Diego Cardoso, Nando e Éder Luiz.
De todos eles, a comissão técnica já sinalizou que pretende contar com Igor Henrique, Marcelo e Lucas Crispim. Thallyson e Diego Giaretta também são nomes que podem integrar o grupo. Arthur Rezende interessa, mas o clube acredita que vai enfrentar concorrência e não está tão otimista. Atletas que ainda têm contrato até abril, como Bady, Deivid Souza e Vitor Feijão, devem negociar a rescisão.
Quem está fora dos planos e já definiu o seu futuro é Rondinelly. Ontem, o meia foi anunciado pelo Santo André, adversário do Bugre no próximo Paulista. Rondinelly disputou 53 jogos e fez nove gols pelo Bugre.
Aconteceu ontem a continuação da Assembleia de Sócios que discutiu a possibilidade de impeachment do Conselho de Administração do Guarani por conta de supostas irregularidades apontadas pela oposição. A reunião acabou após o fechamento desta edição.

Escrito por:

Carlos Rodrigues