Publicado 06/12/2019 - 11h51 - Atualizado 06/12/2019 - 11h52

Por Da Agência Anhanguera

Banda Reggae Spirit encerra a temporada regueira do ano com show no Kabana Bar: Música para celebrar a paz, o amor e a tolerância

CháCumBolo/Divulgação

Banda Reggae Spirit encerra a temporada regueira do ano com show no Kabana Bar: Música para celebrar a paz, o amor e a tolerância

Mais do que um ritmo envolvente, o reggae é mensagem. Um convite sonoro à conscientização e uma celebração de paz, amor e liberdade. Para marcar esse momento de busca pela paz e pelo combate à violência e intolerância, a Reggae Spirit, primeira banda do gênero do Interior do Estado, criada em 1987, se apresenta neste sábado no Kabana Bar, em Barão Geraldo, espaço dedicado ao reggae e à cultura rastafari. A apresentação, que encerra a temporada regueira do ano, no Kabana, também integra as ações do Mês da Consciência Negra, comemorado em novembro.
Banda Reggae Spirit encerra a temporada regueira do ano com show no Kabana Bar: Música para celebrar a paz, o amor e a tolerância
Surgido entre os anos 60 e 70 nos guetos de Trenchtown, favela de Kingston, na Jamaica, o estilo ganhou o mundo através de estrelas como Bob Marley, Peter Tosh e Bunny Wailer. A opressão que atinge os menos favorecidos, a necessidade de luta por direitos iguais e a busca por liberdade em uma terra onde os homens não são julgados apenas pela cor de sua pele são temas comuns nas letras do reggae.
São lamentos, mas também bandeiras que ganharam admiradores fiéis ao redor do mundo, por ser a “arte” que prega a importância do amor entre as raças, credos e culturas. Assim, o reggae é mais do que simplesmente música. O reggae é revolução em forma de acordes. É uma arma contra a injustiça.
Nessa linha, a Reggae Spirit se mantém fiel às raízes jamaicanas, mas sem perder de foco a realidade e as mazelas brasileiras. Segundo o vocalista e fundador da banda, Doc Miranda, a Reggae Spirit tem como principal referência a força do reggae de Bob Marley e Peter Tosh, mas busca na realidade local seu "alimento" e força criativa, retratando na música o dia a dia do País, com enfoque nas questões políticas, sociais e ambientais. É a conexão Jamaica-Brasil.
"O reggae é uma música da qual as pessoas precisam. Prega e estimula a paz, a não violência, o respeito, a tolerância e a unidade das raças, virtudes meio em falta na sociedade moderna. É importante mantermos vivo o espírito do reggae e da filosofia rastafári."
No Kabana, a Reggae Spirit se apresenta com sua formação completa: Doc Miranda (vocal e guitarra), Vitão Bittar (baixo), Michel Passos (guitarra), Arthur Lindemute (teclado), Fernando Junqueira (bateria), Graciela Soares, Daniela Cordeiro e Natasha Rodrigues (vocais).
Hoje, na formação de violão e percussão, Doc Miranda apresenta seu repertório de MPB no bar Vila Bambu (Rua Eleutério Rodrigues, 308, Vila Nova), a partir das 20h. O bar não aceita cartões.
AGENDE-SE
O quê: Reggae Spirit
Quando: Amanhã (7), às 23h (o bar abre às 21h)
Onde: Kabana Bar (Av. Romeu Tórtima, 485, Barão Geraldo)
Quanto: R$ 10,00 (com nome na lista) e R$ 15,00 (na hora)

Escrito por:

Da Agência Anhanguera