Publicado 18/12/2019 - 09h27 - Atualizado 18/12/2019 - 09h27

Por Da Agência Anhanguera

João Doria inaugurou ontem UBS e Caps orçados em R$ 4,8 milhões

Wagner Souza/AAN

João Doria inaugurou ontem UBS e Caps orçados em R$ 4,8 milhões

O governador de São Paulo, João Doria, e o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, anunciaram ontem investimentos de R$ 3,6 milhões para o Hospital Estadual de Sumaré e entregaram duas clínicas do programa Saúde em Ação na cidade.
O investimento será destinado à modernização do parque tecnológico do hospital, referência na assistência de média e alta complexidade na região de Campinas. Um dos destaques é o novo equipamento de tomografia com 80 canais, mais preciso que o atual com 64 canais.
Também serão adquiridos biômetros, monitores de sinais vitais, sistemas HD de videocirurgia, ventiladores pulmonares e uma autoclave para a central de materiais esterilizados, entre outros. “Saúde é uma necessidade, uma obrigação do Governo do Estado. A determinação é realizarmos junto com os prefeitos e prefeitas”, declarou o Governador.
Na ocasião, a unidade também recebe a recertificação da Acreditação Canadense Qmentum Diamante, fruto da melhoria contínua da qualidade no atendimento com padrões de alta performance em qualidade e segurança do paciente, além de transferência de conhecimento e desenvolvimento de competências da equipe de trabalho. A unidade foi o primeiro hospital do interior do país a conquistar essa certificação, em 2016.
“Isso é muito importante. Não é apenas um certificado de papel, não. Isso credita o Hospital Estadual de Sumaré como um dos melhores hospitais de São Paulo e entre os melhores do Brasil”, destacou Doria.
A recertificação canadense é baseada em novos critérios e com um nível ainda mais alto de exigências, descritas em um manual com ferramentas de avaliação e reestruturação de processos de trabalho, presentes entre as principais instituições de saúde de 50 países no mundo.
Novas clínicas
O governo também investiu R$ 4,8 milhões para construção de uma clínica/UBS (Unidade Básica de Saúde) e um Caps (Centro de Atenção Psicossocial) por meio do programa Saúde em Ação, parceria Estado com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). “Muito feliz por estarmos aqui inaugurando obras de saúde, esta UBS e este Caps”, declarou Doria.
A nova clínica/UBS deve entrar em funcionamento em janeiro de 2020. O investimento de R$ 2,5 milhões foi aplicado numa estrutura de 490 m².

Escrito por:

Da Agência Anhanguera