Publicado 20/12/2019 - 06h00 - Atualizado 18/12/2019 - 15h15

Por Do Correio

Obras paralisadas do CCC

Reprodução

Obras paralisadas do CCC

NOVAMENTE PARALISADAS AS OBRAS DO CCC
As obras do Centro Municipal de Cultura, que está sendo erguido pela Prefeitura Municipal de Campinas na antiga Praça Imprensa Fluminense estão paralisadas novamente. Um impasse entre a firma construtora e a direção técnica que está fiscalizando a obra, está contribuindo enormemente para que a coisa não seja concluída com brevidade. O prefeito Orestes Quércia conta com a verba destinada à construção do Centro, contudo não pode tomar nenhuma iniciativa, pois os contratos foram firmados na administração passada com as duas outras firmas: a da comissão técnica e de construção. Com isso, quem está perdendo é Campinas. Em contato com a reportagem o chefe do Executivo campineiro declarou que havia se manifestado há algum tempo, terminar o Centro no princípio de 1.970.
 
VEM AÍ O AUMENTO BRUTAL DE TRIBUTOS
Considerou-se resolvido o impasse surgido na Câmara, melhormente no seio da Comissão Especial de Vereadores, incumbida de estudar o novo Código Tributário do Município para 1970 e enviado pelo Chefe do Executivo, a fim de receber aprovação em caráter de urgência, no tocante ao se saber se a Edilidade poderia ou não apresentar emendas àquele estatuto, em face do Artigo 19 da Lei Orgânica que as torna proibitiva para matéria financeira. Aliás, foi essa a preliminar levantada na primeira reunião da Comissão pelo seu integrante do MDB, sr. Adauto Ribeiro de Melo, que defendeu a intocabilidade do texto do Código.
 
OUTRO "BOEING" CHILENO SEQUESTRADO
Um só individuo foi que assumiu a responsabilidade de sequestrar o Boeing-727, da Lan-Chile, em pleno vôo, precisou-se esta tarde aqui. Entretanto, ignora-se se houve outros "piratas do ar" que estivessem implicados neste sequestro, o segundo que ocorreu no Chile. As autoridades da Lan-Chile indicam como sequestrador Patricio Alarcon, de 23 anos de idade, um individuo "fichado" pela polícia como elemento extremista, talvez pertencente ao Movimento de Esquerda Revolucionária. Alarcon introduziu-se na cabina do piloto aproveitando um momento de descuido e, armado de uma pistola automática numa mão e na outra uma faca, ameaçou o piloto.

Escrito por:

Do Correio