Publicado 16/12/2019 - 14h50 - Atualizado 16/12/2019 - 14h47

Por Do Correio

Candidatos realizando a prova na EsPECEx

Reprodução

Candidatos realizando a prova na EsPECEx

ESCOLA PREPARATÓRIA FAZ SEUS EXAMES
Com sua ausência, em Campinas, de apenas 15% dos inscritos, a Escola Preparatória de Cadetes do Exército iniciou ontem os seus exames de admissão ao primeiro ano, que se realizam simultaneamente em 29 guarnições militares de todo o país, de Manaus a Porto Alegre, com provas preparadas pelos professores da EsPCEx e enviadas aos postos de exame. Ontem, primeiro dia, os candidatos que fazem os testes de escolaridade em Campinas (890 jovens) chegaram às 8,30 horas e foram introduzi-dos num grande salão de 100 metros por 30, onde receberam as papeletas e um cartão IBM de processamento de dados onde as respostas deveriam ser mareadas. As 9 horas precisamente teve inicio o exame, simultaneamente em todo o país, e durante três horas os que compareceram, dos 4.501 inscritos iniciaram a disputa pelas 250 vagas do primeiro ano da EsPCEx.
 
APROVADO NOVO ESTATUTO PARA UNIVERSIDADE
Declarando-se honrado com a deferência, porque a solenidade objetiva um ato de magna importância para a vida universitária do Estado e do país, o governador Abreu Sodré assinou hoje, às 11,25 horas, o decreto-lei que institui o nôvo Estatuto da Universidade de São Paulo, primeiro ato da Reforma que se processará a partir de 1970. No ato de assinatura, no auditório de Arquitetura e Urbanismo da Cidade Universitária Armando Sales de Oliveira, o governador Abreu Sodré disse que "A Universidade de São Paulo tem, a parir deste momento, um nôvo instrumento de trabalho em que vejo com alegria, e esperança, propósitos de renovação que não se apartam das idéias que venho submetendo ao juízo do mundo universitário".
 
IDENTIFICADOS AUTORES DOS DISTÚRBIOS DA ITÁLIA
O Papa Paulo VI concedeu ontem audiência no Vaticano ao Cardeal Stefan Wyszynski, Arcebispo de Varsóvia, e a outros cinco prelados poloneses. O tema principal da entrevista, segundo revelou uma fonte geralmente informada, foi a delicada questão das dioceses polonesas situadas em territórios que pertenciam antes da Guerra Mundial à Alemanha. Segundo a mesma fonte, o Cardeal Wyszynski apresentou ao Sumo Pontifíce um memorando sôbre reorganização dessas dioceses, que contam com quatro milhões de católicos.

Escrito por:

Do Correio