Publicado 14/12/2019 - 06h00 - Atualizado 17/12/2019 - 08h15

Por Do Correio

O pianista José Eduardo Martins

Reprodução

O pianista José Eduardo Martins

EVOCAÇÃO DE UM GÊNIO E DE UMA ÉPOCA
Perduram ainda os ecos do grande Festival Schumann, promovido pela Associação de Pais e Mestres do Conservatório Musical "Campinas" com supervisão da Diretora do estabelecimento, Profa. Olga Rizzardo Normanha. O objetivo, plenamente alcançado, foi o de levar aos alunos o mais completo conhecimento do músico alemão, e despertar no público em geral, um interesse maior por Robert Schumann e sua época (Romantismo). Constou o Festival de Exposição de trabalhos literários na própria sede do Conservatório; e uma série de conferências, retratando todos os aspectos da sociedade no tempo de Robert Schumann.
 
LIGAÇÃO DIRETA CAMPINAS A SANTOS
Não é de hoje que o "Correio Popular" vem se batendo, principalmente pela sua página de turismo, objetivando a ligação direta Campinas a Santos. Nos dias atuais, realmente, não se compreende que êsse importante lance rodoviário ainda não se tenha concretizado. Também até hoje ninguém sabe as razões ou qualquer explicação técnica pela não aprovação, por parte do DER, da linha de ônibus Campinas a Santos. O assunto é velho demais e quatro empresas requereram ao DER a concessão de referida preferência, uma vez que todos sabem que a linha Campinas a Santos seria efetivamente de alta rentabilidade. Com a aproximação das férias escolares, a matéria volta a ser assunto do dia, isto porque todos protestam — evidentemente aqueles que não têm automóveis e são forçados a usar os ônibus — com a dificuldade sem conta da realização de uma viagem a Santos ou ao litoral.
 
ITÁLIA VIVE HORAS DRAMÁTICAS
A inquietação e o mistério — a primeira nas ruas, o segundo nos círculos policiais — imperam em Milão desde o atentado que ontem causou a morte de 14 pessoas e mais de 100 feridos. Enquanto a polícia continua procurando ou interrogando, até agora sem resultado, reina calma nas ruas, não obstante o luto oficial decretado pelas autoridades. Anarquistas, neofascistas, maoistas e partidários de um alto adige austríaco foram interrogados e postos em liberdade e cerca de 80 pessoas, em sua maioria estudantes, continuam nas dependências policiais.

Escrito por:

Do Correio