Publicado 11/11/2019 - 14h29 - Atualizado // - h

Por Daniela Nucci


Pinterest

"As pessoas devem fazer o que as fazem felizes, mas também acho que devem gostar de si tal e qual como são", disse Kim em entrevista à um canal de televisão norte-americano

Lábios volumosos, nariz pequeno, olhos grandes, unhas longas e pontudas (estilo stiletto) e cabelão escorrido repartido no meio. É só dar uma zapeada pelas redes sociais para perceber que centenas de mulheres no mundo estão ficando com a cara de uma das celebridades mais imitadas do mundo: a socialite americana Kim Kardashian. Mas não se trata de apenas seguir seu estilo, e sim de querer ser exatamente igual a ela. Desde as poses, maquiagem, os cortes e as cores de cabelo, as curvas do corpo e o rosto remetem à ricaça. Com mais de 150 milhões de seguidores no Instagram, a verdade é que Kim é uma das referências no mundo da moda e da beleza, onde exibe, frequentemente, sua silhueta bem definida ou as técnicas de maquiagem, que ajudam a esculpir e afinar o rosto. E em questão de segundos, suas atitudes são replicadas em várias sósias da mulher do rapper Kanye West. Um exemplo de quem vê em Kim Kardashian uma referência a se inspirar é a artista norte-americana Chantel Jeffries. Na última edição do Festival de Cannes, a famosa surgiu no tapete vermelho com um look que confundiu muitos dos presentes. Seria a própria Kim ou apenas alguém muito fã da socialite? Outra que se transformou foi a influenciadora digital Kamilla Osman, uma canadense que viu os seus seguidores no Instagram aumentarem exponencialmente depois de começar a ficar mais parecida com Kim, apesar de não assumir a sua inspiração: “temos origens próximas, sou do Azerbaijão (as irmãs Kardashian têm ascendência armênia), e acho que é por isso que somos tão parecidas”.

Brasil
Algumas celebridades do mundo artístico brasileiro também seguem os mesmo padrões da americana. A atriz e cantora Cleo Pires está irreconhecível em sua nova fase. Mais cheinha e com curvas mais salientes, a filha do Fábio Junior e da Gloria Pires adotou um cabelo mega liso até a cintura, unhas pontudas, nariz mais afinado, lábios mais volumosos e rosto mais marcado. Ou seja, a cara da Kim. Outra que está super parecida com a celebridade americana é a sertaneja Simaria Mendes, da dupla com a irmã Simone. Nem a ficção escapa. Na novela A Dona do Pedaço, a personagem da blogueira Vivi Guedes, vivida pela atriz Paolla Oliveira, também remete a Kim. Segundo Paolla, ela foi sua primeira influência para compor a personagem. Mas a obsessão não para por aí. Há até quem investiu uma fortuna para ficar parecida com a socialite. Fã de Kim Kardashian, a brasileira Jennifer Pamplona já gastou R$ 1,5 milhão em procedimentos cirúrgicos e estéticos, entre eles, a retirada de costelas, lipoaspiração, rinoplastia e colocação de implantes para atingir seu objetivo. 

Tudo tem limite!

Mas o que leva as pessoas a esse comportamento? De acordo com a doutora em Educação na área de Desenvolvimento Humano e Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e mestre em Psicologia da Educação, também pela Unicamp, Maria Aparecida Belintane Fermiano, essas pessoas estão consumindo status, prazer e querem estar em evidência. “O ser humano, a princípio, precisa de tudo isso. A aceitação pessoal é uma de suas necessidades. Porém, alguns querem ter a personalidade de outra porque ela tem uma série de atrativos que se identifica. Por isso as unhas, o cabelo, o tipo do rosto e corpo. Primeiro, o prazer vem em ter a mesma roupa, depois passa para unha, vai para o cabelo, pois o prazer de ter aquela gratificação imediata em ter uma roupa é de curta duração, vai querendo acumular outras gratificações porque isso dá prazer, dispara a seratonina no cérebro, por curto tempo, e na busca do prazer, inconscientemente, a pessoa vai se identificar cada vez mais com ela. Existe um limite que é considerado saudável porque não compromete a construção da identidade, mas a partir do momento em que gasta muito dinheiro, a pessoa se afoga em quem realmente é e vem o problema”, diz Maria Aparecida.
Para a consultora de imagem Ana Vaz, a mania por Kim Kardashian tem como referência mulheres que procuram um estilo mais sexy. “Acho que casa muito bem com as mulheres brasileiras. Não acho um problema, ela pode ter o desejo de ter um referencial externo e não só interno. Um dos motivos que a Kim Kardashian faz sucesso, além da visibilidade na mídia, é justamente ela exaltar suas curvas, já que a moda e a consultoria sempre quiseram disfarçar. Acho que cai bem em quem se sente à vontade. As brasileiras são muitos sensuais, e usam roupas bem aderentes, marcando as curvas, têm muita afinidade com a socialite americana. Sou cada vez mais partidária das mulheres usarem o que quiserem e se sentirem bem. O que acho ruim é a gente precisar de um modelo externo e copiar tão literalmente isso. Faz a gente consumir sem pensar no que gosta, um consumo mais voltado para idealização, de assumir a responsabilidade do meu consumo. Agora, se a pessoa faz isso com muita lucidez e tranquilidade, ok. Acho que cada mulher escolhe vestir essa referência do seu jeito que sente mais à vontade”, explica Ana Vaz.
Comparação rentável
A blogueira e maquiadora britânica Sonia Ali, que mora em Dubai, já têm mais de 971 mil seguidores no Instagram, boa parte deles atraídos pela semelhança com a estrela de Keeping Up with the Kardashians, reality show do clã Kardashian, exibido no canal Entertainment da TV paga. Looks e até estilos de maquiagem e cabelo que aparecem nas fotos dela despertam as comparações dos internautas. Em uma entrevista de 2017 à Refinery29, Sonia disse que não pretende copiar a Kardashian: ela simplesmente é do jeito que é.
 
 
As 'Kardashians campineiras' em reality show
Conhecidas como as “Kardashians de Campinas” nos bastidores do novo reality show do SBT, Famílias Frente a Frente", que estreou no último dia 11 de outubro, às 23h30, a família campineira Mokarzel, formada pela psicanalista e mãe Lilian Rosie, suas duas filhas, Larissa e Isabela, e a cunhada desta última, Fernanda Raf, fazem parte das equipes que lutam para conquistar o prêmio de R$ 100 mil. Sob o comando de Tiago Abravanel, neto de Silvio Santos, a culinária é a estrela da atração e o time campineiro representa a gastronomia árabe. Admiradoras das Kardashians, elas sempre andam bem maquiadas, unhas feitas e gostam de glamour e luxo. “Parecidas, a gente não se acha, mas foi uma honra ser comparada com elas porque, além de bonitas, são fortes e empreendedoras. Somos realmente assim, batalhadoras, empreendedoras, unidas, e também gostamos de nos cuidar e do mundo da estética, maquiagem e cosméticos”, diz Isabela Guernelli Mokarzel, terapeuta ocupacional. Já a mãe é psicóloga e a irmã Larissa é assessora de marketing enquanto Fernanda é formada em Relações Públicas.

Escrito por:

Daniela Nucci