Publicado 19/11/2019 - 09h37 - Atualizado 19/11/2019 - 09h37

Por Gustavo Magnusson

Gilson Kleina desabafa: 'Fico envergonhado'

Álvaro Júnior/Oficial AAPP

Gilson Kleina desabafa: 'Fico envergonhado'

Após a derrota de sábado para o CRB e a ampliação do jejum para nove jogos sem vitória, o sentimento na Ponte Preta é de decepção e frustração nesta reta final de Série B. Além da marca negativa e do mau desempenho, outro fator que atormenta a Macaca é ver o rival Guarani pela primeira vez à frente na tabela após a equipe chegar a abrir 13 pontos para o Bugre, na 17ª rodada. 
O momento de baixa da Ponte Preta provocou um desabafo do técnico Gilson Kleina em entrevista após a derrota em Maceió. "Fico envergonhado por mim e pelo torcedor. Dentro da história da Ponte nunca passamos por isso e é preciso que fique claro que a gente não está só cumprindo tabela, precisamos pontuar ainda. É preocupante porque se continuarmos com a postura que mostramos, especialmente no primeiro tempo, tem equipes lá atrás que podem até nos alcançar", alertou o técnico Gilson Kleina.
"Fico triste e insatisfeito, pois não somos merecedores disso pelo trabalho que fazemos, ainda que seja uma equipe que está sendo reconstruída neste fim de competição. Mas não adianta pontuar situações, a responsabilidade é minha. Estamos todos sofrendo com o resultado e agora tenho que motivar o grupo", lamentou o treinador.
Desde que reassumiu a Ponte, em agosto deste ano, Kleina possui aproveitamento de 33,3% na Série B, com três vitórias, oito empates e seis derrotas. No total, são 17 pontos em 17 jogos, ou seja, média de um ponto por jogo. Além disso, a Ponte tem 24 gols marcados e 35 sofridos sob o comando de Kleina. Os números do treinador equivalem exatamente à campanha da Ponte nesta segunda metade da competição, já que Kleina estreou na primeira rodada do returno, quando a Ponte bateu o Coritiba por 1 a 0, no Moisés Lucarelli.
Os números do técnico neste segundo semestre na Ponte são muito inferiores àqueles conquistados no fim do ano passado, quando ele assumiu a Macaca na 30ª rodada e alcançou sete vitórias e dois empates, deixando a equipe na quinta colocação e com nove jogos de invencibilidade. Desta vez, são nove jogos sem vitórias, a maior seca da Ponte desde o início de 2016. Para melhorar o desempenho do time, Kleina terá amanhã um enorme desafio: bater o Sport, em Recife, no jogo que vale o acesso da equipe pernambucana à Série A.

Escrito por:

Gustavo Magnusson