Publicado 09/11/2019 - 16h47 - Atualizado 09/11/2019 - 17h09

Por Gustavo Magnusson/Especial para a AAN

Torcedores entram em confronto com a polícia na entrada do Brinco de Ouro: violência deixa vários feridos

Wagner Souza/AAN

Torcedores entram em confronto com a polícia na entrada do Brinco de Ouro: violência deixa vários feridos

Fora de campo, o Dérbi 195 foi marcado por bastante confusão antes do apito inicial, mesmo com torcida única. O Brinco de Ouro se transformou em um campo de guerra em confronto entre a Polícia Militar e a torcida do Guarani. De acordo com integrantes da diretoria do clube, a confusão teve início quando um pequeno grupo de torcedores subiu no ônibus bugrino, conhecido como Flecha Verde, após o desembarque da delegação. Para tentar conter a desordem, a Polícia reagiu com tiros de balas de borracha. Os burgrinos responderam arremessando rojões, pedras, latas e garrafas.
Após o fechamento do portão do estádio, a situação se agravou com ocorrência de agressões. Membros da família do técnico Thiago Carpini estavam presentes na confusão, mas saíram ilesos. Outros torcedores, no entanto, ficaram feridos e tiveram que receber socorro. Um deles, atingido por um tiro de bala de borracha, ficou com ferimentos no queixo e precisou receber atendimento médico na ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Um dos cavalos da PM também ficou ferido. O confronto durou aproximadamente 20 minutos e depois a situação se acalmou.
Antes disso, dois torcedores foram detidos pela Guarda Municipal nos arredores do Brinco em um tumulto no qual o comandante da Corporação, Márcio Frizarin, saiu com ferimentos no rosto. O problema envolveu vendedores ambulantes e se deu durante abordagem de fiscalização de agentes da Setec, responsável pela administração e fiscalização do comércio em solo público no Município. Os torcedores chegaram a soltar rojões em direção aos guardas. Um estourou no rosto do comandante, derrubando seus óculos e provocando um corte.

Escrito por:

Gustavo Magnusson/Especial para a AAN