Publicado 19/11/2019 - 08h53 - Atualizado 19/11/2019 - 08h53

Por Da Agência Anhanguera

O antropólogo, sociólogo e historiador Renato Brolezzi morreu na tarde de domingo, em Campinas, aos 51 anos

Divulgação

O antropólogo, sociólogo e historiador Renato Brolezzi morreu na tarde de domingo, em Campinas, aos 51 anos

O antropólogo, sociólogo e historiador Renato Brolezzi morreu na tarde de domingo, em Campinas, aos 51 anos. Crítico de arte atuante, era considerado um dos homens mais importantes da área cultural da cidade. Integrante do Conselho Municipal de Cultura, Brolezzi era professor da História da Arte na Facamp.
Também ensinava no Masp (Museu de Arte de São Paulo). Além disso, estava trabalhando com a artista plástica Vera Ferro num projeto sobre a história da Arte Moderna. Amigos contaram ontem, que ele planejava um próximo semestre com diversos projetos em paralelo.
Entre outras coisas, Brolezzi foi organizador do coletivo “Cidade Memória” — que faz um passeio por regiões e monumentos que fizeram a história da cidade. Era filho de Romeu e Jacyra. O corpo foi sepultado ontem à tarde no Cemitério da Saudade.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera