Publicado 08/11/2019 - 07h28 - Atualizado 08/11/2019 - 07h28

Por Gilson Rei

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e continua disponível nos postos de saúde

Divulgação

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e continua disponível nos postos de saúde

Uma menina de 1 ano e 10 meses morreu em decorrência do sarampo na cidade de Limeira. É o primeiro caso de morte pela doença no Interior do Estado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Limeira, a criança tinha tomado as duas doses da vacina contra a doença e especialistas classificaram a ocorrência como sendo um caso atípico. Dessa forma, o total de vítimas fatais por sarampo chega a 14 no Estado de São Paulo. Em Limeira, 30 casos da doença foram confirmados, incluindo a vítima fatal.
A morte da menina ocorreu no dia 26 de agosto, mas a causa só foi confirmada ontem pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Na ocasião, a criança foi internada com febre, tosse e chiado no peito. Houve agravamento do quadro de saúde da criança no mesmo dia da internação e, em poucas horas, ela morreu. O atestado de óbito, antes da confirmação do Instituto Adolfo Lutz, trazia morte por broncopneumonia.
Dados da Secretaria Estadual de Saúde mostram que há 8.516 casos de sarampo confirmados laboratorialmente e 14 mortes. O Estado também confirma casos com base no critério clínico epidemiológico (ou seja, com base em sintomas e avaliação médica), englobando outras 2.579 ocorrências e chegando ao total de 11.095 registros de sarampo no Estado.
RMC
Na Região Metropolitana de Campinas (RMC) não houve registro de mortes pela doença e o último levantamento realizado totaliza 222 casos de sarampo confirmados. Campinas lidera com 99 registros, seguida por Paulínia, com 23; Vinhedo, com 16; Indaiatuba com 15 e Valinhos com 14 casos de sarampo. Outras 11 cidades da RMC registraram também a doença.
Em Campinas, aproximadamente 85 mil pessoas foram vacinadas contra o sarampo neste ano. Dos 99 casos registrados de sarampo, 28 foram em menores de um ano; 22 em crianças entre 1 ano e 4 anos; cinco, em crianças entre 5 e 9 anos; três entre 10 e 14 anos; e oito entre 15 a 19 anos.
Outros 23 casos que ocorreram em Campinas foram em adultos na faixa etária entre 20 e 34 anos; e mais oito, na faixa entre 35 e 49 anos de idade. A cidade registrou também dois casos em pessoas com idades entre 50 e 64 anos.
Vacinação
Por ser a faixa etária mais vulnerável a casos graves e óbitos, o Estado de São Paulo mantém a vacinação contra o sarampo em bebês com idade entre seis meses a menores de 12, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde. Essa faixa etária representa cerca de 15,3% do total de casos registrados.
A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. O calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da tríplice aos 12 meses e também aos 15 meses para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela.
Neste ano, os bebês com menos de 12 meses também devem receber a chamada “dose zero”, que não é contabilizada no calendário. Há contraindicação para bebês com menos de 6 meses.
Neste mês, entre os dias 18 e 30 será realizada a segunda fase da campanha nacional de vacinação contra o sarampo, voltada a jovens de 20 a 29 anos. A recomendação é ter, pelo menos, duas doses da vacina.
Especialistas classificam caso como exceção
O secretário de Saúde de Limeira, Vitor Santos, confirmou, por meio de nota, que foi uma situação atípica e muito rara a morte da criança. Segundo ele, a vacinação continua sendo a melhor forma de prevenção contra a doença. O pediatra Juarez Cunha, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, reforçou também que a morte da menina foi uma exceção. Cunha explicou que a proteção é de 98% com duas doses de vacina e que, mesmo assim, a doença pode se manifestar de forma mais leve e que a morte ocorre quando há complicações respiratórias. “O ideal é se prevenir com a vacina nestes períodos de surtos e evitar lugares fechados e aglomerados com as crianças”, recomendou.
SARAMPO NA RMC
Americana ...........................05
Artur Nogueira .....................04
Campinas ...........................99
Cosmópolis ..........................03
Hortolândia .........................11
Indaiatuba ..........................15
Itatiba ................................05
Jaguariúna ..........................11
Monte Mor ...........................01
Paulínia ...............................23
Pedreira ...............................01
S. Bárbara d'Oeste ................05
Santo Antônio de Posse ..........01
Sumaré ................................08
Valinhos ...............................14
Vinhedo ...............................16
Total: ................................222 em 16 municípios.
Fonte: Secretarias Municipais da RMC

Escrito por:

Gilson Rei