Publicado 15/10/2019 - 15h09 - Atualizado 15/10/2019 - 15h12

Por Diego Cunha

Além dos 20 tipos de carnes assadas, acasa oferece um bufê de saladas e guarnições farto e caprichado

Leandro Torres/AAN

Além dos 20 tipos de carnes assadas, acasa oferece um bufê de saladas e guarnições farto e caprichado

Carregada de história, a churrascaria Cochilha do Sul chegou a Campinas em 15 de setembro de 1987 pelas mãos de uma autêntica família gaúcha. A primeira sede foi instalada a beira da Rodovia Anhanguera, no km 105. Embalada pelo sucesso provocado entre os campineiros amantes da carne, migrou para o Taquaral, onde desfila até hoje, seus cortes de primeiríssima qualidade em uma confortável estrutura.
O rodízio é o carro-chefe da casa. Com 20 tipos de carnes, entre elas o cordeiro (receita ao lado), o angus e a picanha, os cortes combinam muito bem com o molho artesanal da casa ou a geléia de hortelã. A churrascaria oferece também um bufê farto e caprichado de saladas e guarnições para os clientes que optarem pelo rodízio. Outras opções do cardápio da Cochilha são os pratos executivos e o menu à la carte: novidade na casa, ele inclui além da carne, vinagrete, farofa, salada de rúcula e dois acompanhamentos ao gosto dos frequentadores. Para beber, as cervejas e chopes são os preferidos entre o público da casa, enquanto a sobremesa Chico Balanceado, feita a base de banana, creme de leite condensado e suspiro é a escolha ideal para fechar a refeição com chave de ouro.
Para apreciar as delícias da churrascaria, a casa possui um salão espaçoso e climatizado, estacionamento com vallet e um espaço kids para a criançada. Para quem preferir comer em casa, a churrascaria possui ainda o sistema delivery e a opção do cliente comprar as carnes que são servidas na Cochilha do Sul para assar em sua própria churrasqueira.
Receita
Cordeiro temperado com mix de ervas
Ingredientes:
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://correio.rac.com.br/_midias/jpg/https://correio.rac.com.br/_midias/jpg/2019/10/15/96x77/1_metropolevisitou_cochilhadosul087xxxxxxlll-9437750.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5da60bc0f1386', 'cd_midia':9437768, 'ds_midia_link': 'https://correio.rac.com.br/_midias/jpg/2019/10/15/281x290/1_metropolevisitou_cochilhadosul087xxxxxxlll-9437750.jpg', 'ds_midia': '   
 ', 'ds_midia_credi': 'Leandro Torres/AAN', 'ds_midia_titlo': '   
 ', 'cd_tetag': '21', 'cd_midia_w': '281', 'cd_midia_h': '291', 'align': 'Left'}1 paleta de cordeiro (1,5 Kg)
4 galhos de alecrim
3 dentes de alho
1 colher (chá) de pimenta-do-reino
2 copos de vinho branco seco
2 colheres (chá) de sal fino
1 punhado de hortelã
 
Modo de preparo:
Para preparar o cordeiro, uma das principais atrações do rodízio na Cochilha do Sul, o segredo está no tempero. Em um recipiente grande, misture os galhos de alecrim, os dentes de alho descascados e esmagados, a pimenta-do-reino, o vinho branco e a hortelã. Reserve. Em seguida, utilize esse mix para temperar a paleta. Deixe marinar por 24 horas. Por fim, coloque para assar, e deixe de 2 a 3 horas em fogo leve. Uma dica é reservar uma parte do mix para temperar o cordeiro enquanto ele assa, para não ressacar.
Cochilha do Sul
Local: Rua Peró de Góis, 15, Parque Taquaral, Campinas
Funcionamento:
Terça a sexta: das 11h30 às 15h e das 18h30 às 22h30
Sábado: das 11h30 às 15h30 e das 18h30 às 23h
Domingo: das 11h30 às 16h30
Telefone: (19) 3256-3987

Escrito por:

Diego Cunha