Publicado 17/10/2019 - 16h02 - Atualizado 17/10/2019 - 16h04

Por Estadão Conteúdo

Gonzalo Carneiro foi suspenso por dois anos por uso de cocaína

Rubens Chiri/saopaulofc.net

Gonzalo Carneiro foi suspenso por dois anos por uso de cocaína

O atacante uruguaio Gonzalo Carneiro, do São Paulo, foi punido com dois anos de suspensão nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD), localizado em Brasília. O atleta foi flagrado em exame antidoping por uso de cocaína.
A punição de 24 meses começa a contar desde o dia 16 de março, quando o São Paulo enfrentou o Palmeiras no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Desta maneira, Carneiro já cumpriu sete meses da pena.
Carneiro foi afastado do São Paulo desde abril e não pode frequentar o CT da Barra Funda. Ele teve o seu contrato suspenso O atacante foi defendido no TJD pelo advogado Bichara Neto, responsável pela defesa de Guerrero, do Internacional. Ao Estado, ele disse que vai recorrer.
A punição máxima seria de quatro anos para esse tipo de caso. No ano passado, Diogo Vitor, jogador do Santos, também recebeu um gancho de dois anos por ter usado cocaína.
Na época que foi pego no antidoping, Carneiro apresentava quadro de depressão. Mais tímido, o uruguaio tinha dificuldades para se relacionar no elenco do São Paulo. O empresário do jogador, Pablo Bentancurt, disse na época à rádio "Sport 890", do Uruguai: "O garoto cometeu um erro. A depressão é um assunto complicado. Não sabia o que ele consumia. Pensava que era um cigarro".

Escrito por:

Estadão Conteúdo