Publicado 19/10/2019 - 14h27 - Atualizado 19/10/2019 - 14h27

Por Da Agência Anhanguera

Luciana Sayure teve sua formação musical integralmente no Brasil

Divulgação

Luciana Sayure teve sua formação musical integralmente no Brasil

A pianista Luciana Sayure Shimabuco é a convidada especial do décimo concerto da Temporada Oficial que a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas apresenta hoje e amanhã no Teatro José de Castro Mendes, sob a regência do diretor artístico e maestro titular Victor Hugo Toro. A apresentação da Sinfônica é um dos destaques entre as atrações culturais da primeira edição do Campinas Innovation Festival, evento que durante duas semanas, entre 19 e 31/10, promoverá, seminários, workshops, conferências e rodadas de negócios sobre inovação e empreendedorismo em uma estrutura descentralizada. 
O concerto tem início com a obra Fantasia para Piano e Orquestra - sobre Temas de Ernesto Nazareth, do compositor Cyro Pereira (1929-2011), músico que desenvolveu admirável trabalho como maestro, arranjador e compositor junto a diversas orquestras, em especial a Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.
Na sequência L’Orfeo - Tocatta e ritornelo, uma das primeiras óperas da história e a mais antiga a se manter no repertório operístico do compositor Claudio Monteverdi (1567-1643), seguida pela Abertura Coriolano, op. 62, baseado em uma tragédia homônima de Shakespeare, obra de Ludwing Von Beethoven (1770-1827).
O programa traz ainda a peça Siegfried - Murmúrios da Floresta (Waldweben, arr. Zumpe), WWV 86c, de Richard Wagner (1813-1883), maestro, compositor, diretor de teatro e ensaista alemão, primeiramente conhecido por suas óperas; Children's Corner - Transcrição para orquestra de André Caplet, do francês Claude Debussy (1862-1918), compositor inovador que agiu como um fenômeno catalisador de diversos movimentos musicais em outros países. Para finalizar, 4:33&apos, do compositor norte-americano John Cage (1912-1992), um dos mais importantes compositores da vanguarda do século 20, especialmente no pós-guerra.
Natural de Santiago do Chile, Victor Hugo Toro graduou-se pela Faculdade de Artes da Universidade do Chile. Foi vencedor do 2º Concurso Internacional de Regência Orquestral Prêmio Osesp - organizado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, da qual foi regente assistente. O maestro tem sido convidado a reger as mais importantes orquestras do Brasil e das Américas. Além da regência, Toro é compositor e suas obras têm sido interpretadas por diversos grupos sinfônicos e de câmara.
Ele foi escolhido um dos 100 líderes jovens do Chile pelo jornal El Mercurio e recebeu uma homenagem da Câmara Municipal de São Paulo pelo seu trabalho em prol da música, da sociedade paulistana e do intercâmbio cultural entre Chile e Brasil. Recentemente foi laureado pela Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino com a Ordem do Mérito Cultural Carlos Gomes no grau de comendador e recebeu da Câmara Municipal de Campinas a medalha Carlos Gomes, pelos relevantes serviços prestados à cidade.
Luciana Sayure é natural de Santo André (SP) e teve sua formação musical e pianística integralmente efetuada no Brasil, tendo concluído bacharelado pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM), e mestrado e doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Foi premiada em diversos concursos de piano, tendo obtido os primeiros prêmios no 1º Concurso Nacional de Piano Arthur Moreira Lima, no 8º Concurso Nacional de Piano Paulo Giovanini, no 1º Concurso Nacional de Piano Lorenzo Fernandez e no Concurso Jovem Pianista.
AGENDE-SE
O quê: Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas
Quando: Hoje, às 20h; amanhã, às 11h
Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, fone: 3272-9359)
Quanto: Hoje, R$ 30,00, R$ 10,00 (professores da rede pública e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) e R$ 5,00 (estudantes da rede pública. Amanhã (promocional), R$ 10,00, R$ 4,00 (professores da rede pública e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) e R$ 2,00 (estudantes da rede pública)
Obs: É proibida a entrada após o início do concerto e de menores de 6 anos.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera