Publicado 17/10/2019 - 18h08 - Atualizado 17/10/2019 - 18h08

Por Delma Medeiross

Christiane Torloni em Masterclass

Divulgação

Christiane Torloni em Masterclass

Um dos mais aclamados sucessos da Broadway, o espetáculo Master Class, estrelado por Christiane Torloni, retorna aos palcos em uma turnê que passou por 11 cidades brasileiras e encerra a maratona com apresentações de hoje a domingo no Teatro Iguatemi Campinas. Master Class é uma comédia-dramática escrita pelo premiado autor norte-americano Terrence McNally. A versão brasileira, que chega ao país por meio da Maestro Entretenimento, conta com a direção de José Possi Neto e direção musical do maestro Fábio G. Oliveira.
O autor baseou o enredo da peça nas lendárias séries de aulas magnas (master class) ministradas por uma das maiores referências da ópera mundial, a soprano greco-americana Maria Callas. Na peça, Callas repreende os alunos da mesma maneira enérgica com que os encoraja a seguir e perseguir seus sonhos. Durante esses encontros, também confronta os desapontamentos e dissabores de sua própria vida e de seu relacionamento com o célebre bilionário, o armador grego Aristóteles Onassis.
Para Christiane, interpretar Maria Callas é um desafio dos mais prazerosos. “Toda atriz procura uma grande personagem. E Maria Callas é uma grande personagem e um grande desafio para qualquer artista, ainda mais pelo fato dela já ter sido vivida pela Marília Pêra, uma das nossas maiores atrizes”, aponta. “Essa peça consagra a minha parceria de 30 anos com José Possi Neto.
Em todas as montagens que fizemos, desde O Lobo de Ray-Ban, a gente vem fidelizando o público pelo Brasil. Uma coisa interessante também é que esse espetáculo está trazendo um público diferenciado. Além dos que sempre vão me ver, que me acompanham há quatro décadas, vem um público que é apaixonado por ópera e isso deu uma química maravilhosa de plateia. Essa é a grande novidade desse espetáculo para mim. Tem gente que nunca tinha me visto no teatro e foi pela Maria Callas.”
Segundo Christiane, o texto é lindo. “Sempre digo que esse espetáculo é uma sessão de autoajuda disfarçada (...risos). Ele fala muito em superação e as pessoas saem motivadas a se apaixonar, acreditar nos seus sonhos. Ele também tem um humor refinado que provoca as pessoas na plateia”, avalia a atriz.
Master Class é um dos poucos espetáculos produzidos na Broadway a alcançar enorme sucesso internacional, tendo sido realizadas nada menos que 598 apresentações apenas em sua temporada de estreia, em 1995, quando recebeu o prêmio Desk Drama Award de Melhor Espetáculo da Broadway, além de três prêmios Tony Award (o Oscar do teatro americano): Melhor Atriz (Zoe Caldwell), Melhor Atriz Coadjuvante (Audra McDonald) e o cobiçado prêmio de Melhor Espetáculo da Broadway.
Christiane afirma que sempre aprende com suas personagens e não só no palco. “O texto desse espetáculo parece uma cartilha de conduta existencial, moral. O Jessé Scarpellini, que é um dos tenores, diz que é “uma aula de vida, uma aula de teatro”. É uma master class mesmo. É incrível, porque quando você se aproxima de Callas, a história dessa mulher é de superação, desde seu nascimento, pois ela foi recusada pela mãe nos primeiros dias. Então, esse é um espetáculo para você se apoiar em alguém que, mais do que tudo, não desistiu do seu belo”, afirma a atriz.
Ela coloca ainda a responsabilidade que é fazer um personagem histórico. “Quando é um personagem de ficção, você pode criar do jeito que quiser, interpretar como quiser. Acho que ela colocava a serviço da música, da arte e da beleza toda a experiência que teve na vida, incluindo a pessoal. Apesar de toda a técnica, ela não acreditava só em técnica. Só acreditava naquilo que vinha do coração e vai forçando isso nos alunos. E tinha uma questão, talvez seja o que mais me inspire: é que ela não tinha uma relação com alguém que a desafiasse. Era Callas que desafiava Callas. Isso é uma outra maneira de ver tudo. A maioria das pessoas tem o desafio de fora para dentro. Ela não, vinha de dentro dela.”
Chistiane conta que essa é a terceira montagem da peça. O espetáculo estreou em 2015 em São Paulo, no Teatro das Artes. Depois foi para o Rio de Janeiro e seguiu para outras cidades brasileiras. “No meio do caminho, a peça precisou parar porque fiz algumas novelas e lancei o meu filme Amazônia - O despertar da Florestania. Em todas as cidades a montagem tem sido um grande sucesso e muita gente que não conseguiu assistir, está tendo a oportunidade de ver agora”, conclui. O espetáculo e a turnê têm patrocínio da Lorenzetti, líder em duchas, chuveiros, torneiras elétricas e aquecedores de água a gás.
AGENDE-SE
O quê: Master Class
Quando: De hoje a sábado, às 21h; domingo, às 19h
Onde: Teatro Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina, fone: 3294-3166)
Quanto: R$ 100,00 (à venda na bilheteria de 2ª a sábado, das 10h às 22h; domingo das 12h às 20h ou pela internet: www.sympla.com.br)

Escrito por:

Delma Medeiross