Publicado 18/10/2019 - 11h44 - Atualizado 18/10/2019 - 11h44

Por Daniel de Camargo

Artigo - A Medicina além da ciência

Divulgação

Artigo - A Medicina além da ciência

Um olhar além do diagnóstico, além do prontuário. Da formação para a residência, dos plantões à rede particular. O mundo acadêmico. As fases ou escolhas não mudam o cenário de assistência às vidas humanas para o médico. A Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC) acompanha há 94 anos a atividade médica e auxilia os profissionais no trato com as novas tecnologias, as mudanças do atendimento SUS, as dificuldades no serviço particular, a defesa profissional e a triste judicialização da saúde.
O desafio do médico se amplia diante dos olhos do paciente que carrega expectativas sobre esta relação. Por trás de cada vida salva, existe a confiança e o atendimento humanizado do médico que nenhum programa é capaz de substituir. Mesmo diante de tanta informação na internet, nenhum tipo de conteúdo substitui o consultório.
Nesta relação de confiança, a saúde integral física e moral pode ser preponderante em muitos casos revertendo até diagnósticos ou possíveis consequências de moléstias. Um bom médico, hoje, olha além do corredor tumultuado do hospital. Vê o paciente além do consultório. Entende a Rede SUS além de seus tradicionais problemas de custo. Enxerga atendimento humano com novas tecnologias; alimentando uma relação médico-paciente que precede a hora/consulta.
Para a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC), o profissional que dedica a sua própria vida para cuidar da saúde da população também precisa de atendimento, de suporte e valorização.
Muitas vezes isolado em sua rotina ele também é um paciente que precisa ser acompanhado e necessita de atualização científica. Por este motivo as iniciativas em Campinas unindo os profissionais médicos e de saúde de entidades, hospitais, universidades e unidades de atendimento têm ganhado força, repercussão e resultado em trabalhos científicos e em ações sociais como campanhas para a sociedade civil.
A SMCC observa e tem apoiado e patrocinado uma mobilização consistente dos médicos em prol das iniciativas junto a comunidade como eventos ligados a mutirões de saúde, assistência para redução de filas de atendimento e divulgação de temas ligados a saúde ou preservação da vida.
Neste dia 18 de Outubro, Dia do Médico, a atividade se fortalece como uma missão que precisa de ações com um propósito maior que é a vida humana, mas sobretudo uma cultura de prevenção e conhecimento junto a saúde para uma vida melhor a todos.
Fátima Bastos é presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC)

Escrito por:

Daniel de Camargo