Publicado 17/10/2019 - 15h51 - Atualizado 18/10/2019 - 07h30

Por Da Agência Anhanguera

Dois assaltantes foram mortos pela Polícia assim que chegaram ao Residencial Campina Verde

Leandro Ferreira/AAN

Dois assaltantes foram mortos pela Polícia assim que chegaram ao Residencial Campina Verde

O sequestro feito por integrantes da quadrilha que promoveu o mega-assalto no aeroporto de Viracopos, em Campinas, na manhã desta quinta-feira (17), terminou com três mortos. Segundo informações da Polícia Militar, dois deles foram mortos assim que chegaram à rua Sócrates, no Residencial Campina Verde, região do Vida Nova, quando tentaram invadir uma residência.
De acordo com a polícia, os bandidos renderam dois homens que trabalham em frente a uma casa mas os policiais chegaram em seguida. Na troca de tiros, ambos acabaram morrendo. Um outro homem invadiu uma outra casa, onde manteve mãe e um filho de 10 meses reféns. Posteriormente, esse terceiro homem também foi morto pela Polícia. Além desses três, outros dois integrantes da quadrilha já haviam sido mortos. Dois seguranças da empresa transportadora de valores – alvo do ataque dos assaltantes – ficaram feridos, além de um Polícia Militar.
O mega-assalto foi realizado no meio da manhã; provocou pânico no aeroporto e resultou no fechamento das duas pistas da Rodovia Santos Dumont, que liga Campinas a Indaiatuba por cerca de 1h30. O aeroporto suspendeu por 20 minutos, as operações de pousos e decolagens.
De acordo com informações da assessoria de imprensa do aeroporto, o assalto começou às 9h50, quando um grupo de aproximadamente 15 homens, entrou no terminal de cargas em dois carros azuis, imitando viaturas da aeronáutica e invadiram uma empresa de transporte de valores Brincks.
Eles atearam fogo em duas carretas e fecharam as duas pistas da rodovia por cerca de 1h30, provocando grande congestionamento.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera