Publicado 09/10/2019 - 10h58 - Atualizado 09/10/2019 - 10h59

Por Maria Teresa Costa

O centro na 2ª Seccional deve começar a funcionar no mês que vem

Cedoc/RAC

O centro na 2ª Seccional deve começar a funcionar no mês que vem

A 2ª Seccional de Polícia de Campinas, no Jardim Londres, terá um centro especializado em atender pessoas com deficiência. Será a primeira delegacia do Interior e a segunda do Estado a receber o centro. A instalação da unidade foi aprovada ontem pelo Conselho Gestor da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. A previsão é que a unidade comece a funcionar no próximo mês.
A demanda foi levada pelo vereador Jorge da Farmácia (PSDB), que integra o conselho gestor. Segundo ele, o atendimento especializado é uma necessidade em delegacias. O centro terá uma equipe multidisciplinar com assistentes sociais, psicólogos, intérprete de libras e sociólogos.
A proposta da unidade é prevenir e investigar crimes contra a pessoa com deficiência, além de receber, concentrar e difundir dados sobre violência contra este público e criar procedimentos de orientação para o atendimento em outras delegacias. O Centro de Apoio oferecerá orientações na área psicossocial e jurídica, encaminhamentos para rede de proteção e garantia de direitos, bem como acompanhamento de casos em andamento ou que a pessoa com deficiência seja parte.
Na unidade que já funciona em São Paulo, pessoas com deficiência, além do tratamento policial, tem à disposição um trabalho assistencial associado à rede pública de assistência. Lá, muitas pessoas com deficiência auditiva são atendidas — procuram a unidade não apenas para registrar boletins de ocorrência, mas para pedir ajuda para traduzir um texto ou ler uma carta que receberam.

Escrito por:

Maria Teresa Costa