Publicado 09/10/2019 - 19h29 - Atualizado 09/10/2019 - 19h29

Por AFP


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta quarta-feira estar "decepcionado" com a decisão americana de impor tarifas aos produtos britânicos e europeus e pediu para o presidente Donald Trump desistir delas, de acordo com Downing Street.

Após uma decisão da Organização Mundial do Comércio a favor de Washington no caso de subsídios europeus à Airbus, considerados ilegais, os Estados Unidos anunciaram há uma semana que vão taxar a importação de até US$ 7,5 bilhões em produtos europeus, a partir de 18 de outubro.

Johnson, que falou por telefone nesta quarta-feira com o presidente americano, apontou que a decisão de Washington seria "nefasta" para muitos setores, especialmente o do uísque, e pediu para "não impor essas tarifas".

A maioria das sanções serão aplicadas às importações procedentes de França, Alemanha, Espanha e Reino Unido, "os quatro países que estão na origem dos subsídios ilegais" dados à Airbus, segundo o gabinete do representante comercial americano (USTR).

A União Europeia garantiu que responderá às medidas impondo sanções, embora espere chegar a um acordo para evitar uma guerra comercial que teria graves consequências dos dois lados do Atlântico.

spe/es/ll

AIRBUS GROUP

Escrito por:

AFP